fbpx

Bianca Byington

Biografia

FOTO Bianca ByingtonBianca Byington é uma atriz brasileira nascida no Rio de Janeiro (RJ) no dia 23 de outubro de 1966. É irmã da cantora Olivia Byington.

Aos onze anos de idade, iniciou a carreira como uma das integrantes do coro infantil, na primeira montagem do musical Os Saltimbancos, de Chico Buarque e, participando de grupos teatrais amadores, seguindo-se de Além da Luz, Vira-Avesso, etc. Aos treze anos, filmou o longa-metragem Tormenta (1982), de Umberto Molo e, dois anos mais tarde, dividiu o Kikito de melhor atriz coadjuvante com Carla Camurati e Ruthinéia de Moraes, no Festival de Cinema de Gramado.

Nesta mesma época, ganhou o título de musa do verão carioca e protagonizou o filme Garota Dourada, de Antônio Calmon, com quem voltaria a trabalhar alguns anos mais tarde, em produções como Corpo Dourado e O Beijo do Vampiro, exibidas pela Rede Globo em 1998 e 2002, respectivamente.

Em 1986, estreou na televisão, pelas mãos do diretor Roberto Talma, na minissérie Anos Dourados, de Gilberto Braga, exibida pela Rede Globo, e onde viveu a personagem Marina, uma das melhores amigas da protagonista Maria de Lourdes, vivida pela atriz Malu Mader. Ainda na televisão, atuou em diversas novelas, tais como Sexo dos Anjos (1989), Perigosas Peruas (1992), O Mapa da Mina (1993), Quatro por Quatro (1995), Malhação (1996/1997), Corpo Dourado (1998), A Padroeira (2001), Como uma Onda (2005), Bang-Bang (2005) e Três Irmãs (2009). Viveu personagens inesquecíveis, como a hilária Téia de Perigosas Peruas (1992), e Gertrudes de Sá em A Padroeira (2001). Em 2004, deu vida a Maria da Encarnação Junqueira, uma mulher insegura na telenovela Como uma Onda, de Walter Negrão.

No cinema, participou também de A Dona da História (2004) e Trair e Coçar é só Começar (2006).

Já em 2006, enquanto voltava de Portugal, onde esteve para filmar a convite do diretor José Fonseca e Costa o longa-metragem Viúva Rica Solteira Não Fica, Bianca foi convidada por Carlos Lombardi, autor de Perigosas Peruas, com quem também já havia trabalhado em Quatro por Quatro (1994), para fazer uma participação especial na telenovela Bang Bang, onde interpretou a viúva Jones.

Em 2008, participou de dois episódios da série Casos e Acasos, e nesse mesmo ano participa da telenovela Três Irmãs de Antônio Calmon.6 Em 2009, faz participação especial nas séries Toma Lá, Dá Cá, Chico e Amigos e S.O.S. Emergência. Em 2011, faz uma participação especial na telenovela Insensato Coração.

Em 2012, esteve no episódio A Fofoqueira de Porto Alegre da série As Brasileiras.

Em 2013, foi contratada pela Rede Record onde estará na primeira novela do autor Carlos Lombardi na emissora. Bianca e Lombardi já trabalharam juntos em Perigosas Peruas (1992) e Quatro por Quatro (1994).

Filmografia

2013 :: Eu não faço a menor ideia do que eu tô fazendo com a minha Vida
2013 :: Noites de Reis
2007 :: A Última Juventude, de Domingos de Oliveira
2006 :: Trair e Coçar É Só Começar, de Moacyr Góes
2006 :: Viúva Rica Solteira Não Fica (Portugal/Brasil) de José Fonseca e Costa
2004 :: A Dona da História, de Daniel Filho
2000 :: Deus Jr., de Mauro Lima
2000 :: Estorvo (Brasil/Cuba/Portugal), de Ruy Guerra
1997 :: Meninos de Deus
1997 :: Navalha na Carne
1997 :: For All – O Trampolim da Vitória, de Buza Ferraz e Luiz Carlos Lacerda
1997 :: Amar (CM)
1988 :: Ratos da Lei
1987 :: A Mulher Fatal Encontra o Homem Ideal (CM)
1986 :: Acre-Doce (CM)
1984 :: Garota Dourada, de Antônio Calmon
1984 :: Amor Voraz, de Walter Hugo Khouri
1982 :: Tormenta

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Bianca Byington. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/bianca-byington/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Bianca Byington

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.