fbpx

Biu, ou na vida real não tem retake (1995)

Sinopse

Biu, humilde office boy de uma sofisticada produtora cinematográfica, testemunha uma reunião de trabalho entre o descolado diretor Caíque (Fabio Assunção) e seu roteirista Zeca (Marcelo Escorel) e sonha em virar ator do filme que estão escrevendo. Mas Biu irá descobrir – na própria pele – que na vida real não tem retake.

Filme escrito e dirigido por Paulo Halm, a produção executiva é de Alvarina Souza Silva, o Nonato Estrela fotografou, o Luis Guimarães de Castro montou, a direção de arte é do Claudinho Amaral Peixoto, figurinos da Marcia Roma e música do Jaime Vignolli. O curta ganhou o prêmio de melhor curta no Festival de Brasília de 1995.

Elenco

Fabio Assunção
Paulo Betti …. Gregory
Marcelo Escorel
Cláudia Provedel
Luiz Carlos Tourinho

Participação Especial:
Katia Bronstein

Participação Afetiva:
Jorge Durán
José Joffily
Bira

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Biu, ou na vida real não tem retake (1995) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Paulo Halm
Roteiro: Paulo Halm
Produção: Pimenta Jr. e Rossine A. Freitas
Produção Executiva: Alvarina Souza Silva
Direção de Fotografia: Nonato Estrela
Operador de Câmera: Nonato Estrela
Montagem: Luis Guimarães de Castro
Direção de Arte: Claudio Amaral Peixoto
Figurino: Marcia Roma
Som Direto: José Moreau Louzeiro
Edição de Som: Gustavo Cascon e Luis Guimarães de Castro
Música: Jaime Vignolli

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Biu, ou na vida real não tem retake (1995). Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/biu-ou-na-vida-real-nao-tem-retake/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Biu, ou na vida real não tem retake (1995)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.