fbpx

BNDES lança edital de cinema de 2010, que destina R$ 14 milhões ao setor

Têm início nesta terça-feira, 29, e seguem até o próximo dia 16 de agosto as inscrições para o Edital BNDES de Cinema 2010, que destinará R$ 14 milhões para produção e finalização de obras audiovisuais cinematográficas brasileiras.

Serão contemplados até 20 longas-metragens, sendo 14 nos gêneros Ficção e Animação (R$ 12 milhões) e seis Documentários (R$ 2 milhões).

Aos filmes de Ficção e Animação, serão destinados até R$ 1,5 milhão na categoria Produção e até R$ 750 mil na categoria Finalização. Aos projetos do gênero Documentário, serão destinados até R$ 500 mil na categoria Produção e até R$ 250 mil na categoria Finalização.

Os projetos deverão ser executados por empresas brasileiras de produção audiovisual independentes. Para inscrevê-los, é preciso preencher e enviar no prazo exigido, através da internet, o Formulário de Inscrição. Também é necessário entregar, por Correio (SEDEX ou equivalente) ou diretamente no Protocolo do BNDES, o conjunto de documentos descrito no edital que se encontra no portal do Banco (www.bndes.gov.br). A conferência será feita pela data de postagem ou do recibo do Protocolo do BNDES.

Podem concorrer apenas projetos já aprovados pela Agência Nacional de Cinema (ANCINE) e que tenham registro ou protocolo de registro de emissão e distribuição de Certificados de Investimento Audiovisual na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no caso dos gêneros Ficção e Animação.

Não serão aceitas inscrições de projetos já apoiados em editais anteriores do Sistema BNDES ou de produtoras e diretores que estejam em situação de inadimplência com o Banco. A previsão é que os resultados sejam divulgados até dezembro de 2010.

Retrospecto

Desde 1995, o BNDES já aportou mais de R$ 131 milhões em produções cinematográficas através do Edital BNDES de Cinema.

O Banco também apoia o setor por meio dos Funcines — fundos regulamentados pela CVM, destinados a investimento em cinema e TV e que envolvem todos os elos da cadeia, incluindo empresas de infraestrutura, fornecedores, distribuidores, exibidores e produtores. Até o momento, há cinco fundos aprovados, dos quais três — com patrimônio de R$ 45 milhões — estão em operação.

O Programa BNDES para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (BNDES Procult) é outro produto de apoio ao setor. Através do subprograma BNDES Procult – Financiamento, já foram destinados R$ 56,9 milhões para toda a cadeia produtiva cinematográfica, incluindo exibição (salas de cinema), produção e infraestrutura (estúdios).

Em 2010, o BNDES destinará, por meio de todos os seus instrumentos, cerca de R$ 100 milhões ao setor. De 1995 a 2009, foram apoiados 347 filmes, a maioria de longa-metragem. Através dos editais lançados pelo Banco entre 2006 e 2008, já foram lançados 29 filmes dos 58 apoiados. O prazo médio de lançamento tem sido de 13 meses.

Para acessar a página do edital, clique aqui.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.