fbpx

Boca de Ouro (1990)

Sinopse

Com a morte de Boca do Ouro, Caveirinha, um repórter policial, é designado para fazer uma reportagem sobre o bicheiro. O jornalista procura Dona Guigui, ex-amante do Boca, para entrevistá-la. Guigui está em companhia de seu marido, Agenor, que ela havia abandonado, juntamente com os filhos, para ir viver com o bicheiro. A entrevistada resolve contar todos os podres do ex-amante. Boca estava de olho em Celeste, uma bonita mulher do morro. Com a morte da mãe de Celeste, seu marido, Leleco, desempregado, resolve pedir dinheiro emprestado ao bicheiro. Este concorda em fazer o empréstimo, desde que Celeste vá apanhar o dinheiro. Ela vai e Boca de Ouro quer possuí-la à força. Ela reluta e diz que o marido irá matá-lo. Boca manda chamar o marido e ameaça assassiná-lo, caso a esposa não aceite transar com ele. Para evitar a morte do esposo, Celeste consente. O marido traído resolve tocar no assunto da mãe do bicheiro, que é um tema tabu, pois o bicheiro é filho de uma prostituta e nasceu na pia do banheiro em uma gafieira. Furioso, Boca mata o infeliz. No fim do relato Guigui descobre que Boca de Ouro morreu. Profundamente triste, ela muda seu relato. Conta da infância pobre e triste do bicheiro e sobre a dentadura de ouro, que ele mandou implantar assim que enriqueceu. Celeste, na verdade, é quem nunca prestou. Até mesmo se prostituiu no passado. No dia em que a mãe morre ela vai procurar o bicheiro e iniciam um romance. O marido vai atrás dela, mas ela não o quer mais. Leleco ameaça matar o rival, mas Celeste o apunhala pelas costas. O carro em que estão Guigui, Agenor e Caveirinha tem um problema e pára. Guigui começa a enaltecer a masculinidade do ex-amante. Profundamente magoado, o marido decide ir embora. O repórter consegue que se reconciliem e Guigui faz um novo relato, sob outro ponto de vista. Leleco descobre que está sendo traído, pois vê Celeste em um carrão com o amante. Ele joga no bicho, com o número da placa do carro, mas não ganha. Ele pressiona a mulher e descobre quem é seu rival. Celeste diz que pode extorquir o valor do prêmio do jogo do bicho do amante. Eles o encontram em uma festa. O plano dá errado e o bicheiro assassina Leleco. Boca recebe a visita de Maria Luiza, uma granfina que o deseja. Esta tinha sido uma antiga colega de escola de Celeste. Elas se odiavam. O bicheiro acaba assassinando Celeste também. No enterro, Caveirinha descobre que Boca fora assassinado a facadas por Maria Luiza, que depois roubou-lhe os dentes de ouro.

Elenco

Tarcísio Meira …. Boca
Cláudia Raia …. Guigui
Carvana, Hugo (Caveirinha, repórter policial)
Luma de Oliveira …. Celeste
Petraglia, Ricardo (Leleco)
Padilha, Maria (Maria Luiza)
Prado, Osmar (Agenor)
Signorelli, João (Fotógrafo)
Tarcísio Filho (Boca jovem)
Rodrigues, Nelson Sacha (Guarda-costas)
Gofman, Betty (Granfina)
Couto, Márcia (Granfina Ana)
Aragão, Sheila (Mãe do Boca)
Coutinho, Renato (Secretário do jornal)
Grimaldi, Lu (Convidada da festa)
Kfuri, Ana (Convidada da festa)
Pillar, Luiz Antônio (Amigo do Boca)
Luiz, Lutero (Dentista)
Garcia, Cristovão (Capanga)
Curumim, Marcus (Capanga)
Vicchi, Maurício (Capanga)
DïHaila, Anderson (Guarda-costas)
Airam, Iner (Mulher assaltada II)
Venina, Lindaura (Vizinha)
Zenaide, Maria (Mulher triste)
Teixeira, Juliana (Ninfeta)
Eliano, Jorge (Guarda-costas)
Serafim, Fátima (Vizinha)
Francis, Lana (Mulher do Madeira)
Zambrano, Andreia (Dama de vermelho)
Abreu, Ovídio (Estuprador)
Araújo, José (Homem)
José, Rômulo (Passageiro do ônibus)
Santos, Messias (Passageiro do ônibus)
Ledoux, Sérgio (Passageiro do ônibus)
Avancini, Andrea (Convidada da festa)
Young, Fernanda (Convidada da festa)
DïAvilam Sonali (Convidada da festa)
Maurício, Ricardo (Convidado da festa)
Castro, Mônica (Convidada da festa)
Morais, Marcelo (Convidado da festa)
Giglio, Adriana (Convidada da festa)
Leibovitch, Jaime (Convidado da festa)
Ribas, Eduardo (Convidado da festa)
Afonso, Dominique (Convidada da festa)
Mole, Veronique (Convidada da festa)
Raquel, Sarah (Convidada da festa)
Teixeira, Juliana (Convidada da festa)
Augusto Junior (Convidado da festa)
Cigonha, Ivo (Convidado da festa)

Participação especial:
Grande Otelo …. Preto velho

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Boca de Ouro (1990) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Walter Avancini
Roteiro: Walter Avancini
Estória: Baseada em peça teatral Boca de Ouro, de Nelson Rodrigues
Assistência de direção: Avancini, Alexandre; Francisco, Silvio; Buss, Gesel
Continuidade: Alencastro, Patrícia
Produção: Rodrigues, Jofre
Produção executiva: Rodrigues, Jofre; Silva, Fernando
Produtor associado: Padilha, José C.; Calábria, Adalberto; Rodrigues Filho, Nelson
Assistência de produção: Notari, Cecília; Medina, Marcelo; Lopes, Irene; Bezerra, Graça; Lourdes, Cecília; Silva, Alvarina Souza
Direção de fotografia: Egberto, Carlos; Silva, Hélio; Doblutei, Didi
Câmera: Cesar Elias, Egberto, Carlos; Silva, Hélio
Assistência de câmera: Vicente, José; Rocha, Marcelo
Fotografia de cena: Zmekhol, Denise
Eletricista: Finizola, Wildemilson; Mazola
Maquinista: Silva, Edson Maria da
Técnico de som: Silva, Meneguel Neves da
Mixagem: Carvalho, Roberto
Transcrição óptica: Riva, Della
Ruídos de sala: Cezar, Antonio
Assistente de som: Alberto, Fernando
Técnico de gravações: Maciel, Cristiano
Montagem: Justo, Jaime
Assistente de montagem: Diegues, Isabel
Roteiro de montagem: Walter Avancini
Figurinos: Sayad, Pedro; Fichimbauer, Diana
Cenografia: Alencar, Cláudia
Assistencia de cenografia: Adriana
Contra-regra/acessórios de cenografia: Nei, Sérgio; Domingues, Jesse
Montagem de cenário: Bento, Zaquel
Cabelereiro: Mauro; Carlos, Antonio
Maquiagem: Rubene, Sonia; Oliveira, Josephina de; Mauro; Carneiro, Irajá
Adereços: Machado
Assistência de figurino: Pier, Marcelo; Helena, Maria
Música original: Lobo, Edu
Produção musical: Perrota, Paschoal
Companhia(s) produtora(s): JN Filmes Ltda.
Companhia(s) distribuidora(s): Art Filmes; Columbia Pictures
Financimento/patrocínio: FBB – Fundação Banco do Brasil

Dados adicionais de música:
Regente Maestro: Bastos, Cristovão

Instrumentista: Ohana – Percussão;

Instrumentista: Jorjão – Contrabaixo;

Instrumentista: Jurim – Bateria;

Instrumentista: Bellinati – Guitarra – violão – cavaco;

Instrumentista: Stroeter, Rodolfo – contrabaixo acústico;

Instrumentista: Rodrigues, Nilton – Trompete;

Instrumentista: Bidinho – Trompete;

Instrumentista: Marques, Roberto – Trombone;

Instrumentista: Macaé – Sax tenor;

Instrumentista: Gandelman, Léo – Sax Barítono;

Instrumentista: Senise, Mauro – Sax alto – sax soprano – flauta in do – flauta in sol

Orquestração: Bastos, Cristovão

Locação: Morro de São Carlos – RJ; Morro do Catumbi – RJ; Morro de Dona Marta – RJ; Lixão da Avenida Brasil – RJ

Prêmios

Melhor Ator no Festival Latino Americano de Nova York..
Troféu Golden Metais para Melhor Atriz.

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
CRJ/90-92
Concine/90, 5
Variety, 20.06.1990, v. 339, n. 11, p. 31-2
O Estado de S. Paulo, 08.02.1990
ALSN/DFB-LM
O Globo, 24.03.1990
Jornal do Brasil, 26.04.1990
Folha de S. Paulo, 11.04.1990; 26.04.1990
Correio Braziliense, 21.04.1990, p. 1

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Boca de Ouro (1990). Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/boca-de-ouro-1990/

Observações:
Principal adereço – Dentadura de ouro a cargo do Dr. Sérgio Pereira da Silva.
ALSN/DFB-LM aponta tratar-se da estréia no cinema do diretor Walter Avancini. Remake do filme de mesmo nome realizado em 1963 por Nelson Pereira dos Santos.
Variety de 20.06.1990 indica a duração de 95 minutos.
Correio Braziliense de 21.04.1990 aponta estréia a 26.04.1990 em nove capitais brasileiras.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Boca de Ouro (1990)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.