fbpx

Boi de Prata (1981)

Sinopse

Em Caicó, Rio Grande do Norte, Elói Dantas, o rico herdeiro de um fazendeiro, volta da Europa para ampliar os negócios do pai. Vem com a mulher Beatriz, sempre bêbada e louca para voltar para Londres. Associado a grupos estrangeiros, Elói quer explorar ouro e xelita (sic) e para isso tenta se apropriar do pequeno sítio de Antônio Vaqueiro, rico nos minerais. Antônio, que já não tem nada (até seu último boi morreu de fome), recorre a Maria dos Remédios, uma curandeira cigana, e a Tião Poeta, fazedor de versos e sonhador, para ajudarem-no a salvar o pedaço de terra que lhe resta. Ela transmite seus conhecimentos sagrados a Tião para que ele, armado com o sonho e a magia popular, enfrente a crueldade do fazendeiro. Em suas fantasias audiovisuais, o poeta sonha com o boi de prata, um boi brilhante e misterioso, símbolo da libertação do povo. Elói Dantas contrata um grupo de jagunços armados para invadir a terra de Antônio. Este, junto com Tião, construiu um muro de pedras, sua música arma de defesa contra os invasores, que logo o destroem com dinamite. Matam Antônio e torturam Tião. Mais tarde, num churrasco em uma fazenda vizinha. Elói Dantas, vitorioso, e Beatriz, já completamente bêbada, assistem a uma apresentação de bumba-meu-boi. Elói toureia o boi que o derruba. Dele sai, com uma faca, o poeta Tião, matando-o. Todos fogem, encontrando no caminho o boi de prata que passam a seguir.

Elenco

[dublado(a) por Costa, Onélio Motta]
Bezerra, Florisnaldo (Dudu, capanga)
Abreu, Aurino (Tio cego)
Lúcio, Jaime (Cigano Belizário)
Albuquerque, Núbia (Cigana Semiramis)
Amaro (Cigano)
Moraes, Luciano (Cigano)
Fernandes, Marcelo (Cigano)
Gaspar, João (Cigano)
Luna, Sebastião de (Cigano e cangaceiro Galego Satanás)
Serli (Mulher onça)
Ilike (Ciganinha)
Gouvea, Simone (Garota dormindo)
Lira, Paulo (Pianista)
Tavares, Agnaldo (Cigano e cangaceiro Cravo-doce)
Richter, Mário (Cigano Max e cangaceiro Concria)
Abreu, Ari
Lima, José (Dono da fazenda)
Cherques, Sanin (Engenheiro)
Paquetá (Anfitrião)
Grupo Boi Calemba de São Gonçalo do Amarante (Mestre Pedro Guajiru)
Cigana Salomé
Cabocla Jurema
Povo da Cidade de Caicó

Apresentando:
Queirogo, Lenicio (Tião Poeta e Padre Rolim)
Guimarães, Álvaro (Eloi Santos)
Marinho, José (Antônio)
Barreto, Fátima(Beatriz)

Participação especial:
Maranhão, Luiza(Maria dos Remédios)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Boi de Prata (1981) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Carlos Augusto Ribeiro Jr.
Argumento: Carlos Augusto Ribeiro Jr.
Roteiro: Carlos Augusto Ribeiro Jr.
Diálogos: Barreto, Fátima
Direção de produção: Cherques, Sanin
Produção executiva: Cavalcanti, Iberê; Tauil, José Antônio
Produtor assistente: Oliveira, José; Gaspar, João; Bezerra, Florisnaldo
Assistência de direção: Guimarães, Álvaro
Continuidade: Barreto, Fátima
Direção de fotografia: Walter Carvalho
Assistência de fotografia: Silva, Caio
Câmera: Walter Carvalho
Fotografia de cena: Pereira Filho, Nelson
Fotografia da 2. unidade: Cavalcanti, Pery
Eletricista: Paquetá
Maquinista: Luna, Sebastião de
Som direto: Tavares, Agnaldo
Mixagem: Melo, Roberto; Barros, Marly
Efeitos especiais de som: Lôro
Técnico de dublagem: Costa, Onelio Motta
Montagem: Dadá, Severino
Edição: Dadá, Severino
Assistente de montagem: Queiróz, Jussara
Figurinos: Richter, Mario
Cenografia: Guimarães, Álvaro; Lúcio, Jaime; Costa, Alice Penna e; Pereira, Iva
Assistencia de cenografia: Fernandes, Marcelo
Contra-regra/acessórios de cenografia: Pereira, Iva
Maquiagem: Nena, Amaro Limas
Assistência de maquiagem: Moraes, Luciano
Desenho de figurino: Bulier, José
Adereços: Albuquerque, Núbia
Arranjos musicais: Mirabô
Música: Maranhão, Salgado
Música original: Mirabô
Trilha musical: Mirabó
Companhias Produtoras: Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A. | Cine TV Áudio Visual
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Financimento/patrocínio: Governo do Estado do Rio Grande do Norte

Dados adicionais de música
Instrumentista: Mirabô – violão; Américo, Zé – viola, flauta, viola de dez cordas, piano, moog, sintetizador e Lôro – percussão.;

Instrumentista: Bedaque, Elber (tablas e bateria);

Instrumentista: Arlindo (Pepiu) (baixo, viola, banjo)

Orquestra: Florentino, Ronaldo (rabeca, ruminante)

Locação: Caicó – NE

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. ///

Fontes utilizadas:
CB/Ficha Filmográfica
Concine/80
CB/EMB-110.2-00604

Fontes consultadas:
Correio Brasiliense, 30.04.1982
O Globo, 11.01.1982 p.23; 16.08.1982 e 19.08.1982 p.33
FBR/13
ALSN/DFB-LM
O Estado de S. Paulo, 19.03.1982 p.23

Observações:
Exibido no 1º Festival de Curta e Média Metragens de Niterói, em 1982; e participou do 13º Festival de Brasília, em 1980.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.