fbpx

Boni Bonita (2018)

Boni Bonita acompanha Beatriz (Ailín Salas), uma jovem de 16 anos de idade que, em luto pela morte de sua mãe, decide se mudar para o Brasil. Quando ela conhece Rogério (Caco Ciocler), um músico na faixa dos 30 anos tentando lidar com o legado artístico de sua família, ela embarca em um intenso e tóxico relacionamento.

Filme dirigido por Daniel Barosa, estrelado por Ailín Salas e Caco Ciocler, e contando com participações de Ney Matogrosso, Otto e grande elenco, tem finalmente estreia no circuito exibidor em 2020 através da O2 Play.

Ailín Salas …. Beatriz
Caco Ciocler …. Rogério
Ghilherme Lobo
Ney Matogrosso
Otto

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Boni Bonita (2018) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Daniel Barosa
Roteiro: Daniel Barosa
Produção: Daniel Barosa
Produtor Associado: Caco Ciocler
Distribuidora brasileira: O2 Play

Brasil/Argentina | Drama | cor | 83 min. | 2028

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Boni Bonita. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/boni-bonita/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Boni Bonita (2018)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.