fbpx

Brincando nos Campos do Senhor (1991)

Sinopse

POSTER Brincando nos campos do senhorUm casal de evangélicos e seu filho pequeno embrenham-se na selva amazônica brasileira para catequisar índios ainda arredios à noção de Deus. Martin Quarrier (Aidan Quinn) é sociólogo e termina sendo motivado pelas experiências de outro casal, os Huben. As intenções religiosas e a harmonia entre brancos e índios no local ficam instáveis devido à presença de Lewis Moon (Tom Berenger), um mercenário descendente dos índios americanos.

Um avião monomotor usado para pequenas guerrilhas pousa em Mãe de Deus, assim ironicamente denominado, um posto avançado num dos mais longínquos afluentes do Rio Amazonas. O avião é pilotado pelos dois aventureiros, Lewis Moon, um meio-índio Cheyenne, e Wolf. O funcionário do governo local, Comandante Gusmão, recusa o pedido de combustível dos pilotos e confisca os passaportes destes, assim como a documentação do avião, documentos estes que só serão devolvidos mediante um pequeno serviço. Eles têm de bombardear os índios Miarunas, uma tribo primitiva, cuja terra é cobiçada por razões econômicas. Wolf e Moon hospedam-se no Hotal Anaconda, indicado por Gusmão, onde embriagam-se e divertem-se com prostitutas. Ali, conhecem um casal de missionários, o rígido Leslie Huben e sua esposa Andy Huben. Leslie demonstra sua desaprovação com relação à embriaguês e à vida desregrada dos aventureiros e se excede na animosidade contra o seu adversário religioso, Padre Xantes. Outro casal missionário chega com seu filho pequeno para se juntar a Huben na sua missão evangélica. Martin Quarrier alia sua genuína fé relegiosa a uma simpatia pela causa indígena, assim como sente-se fascinado por sua linguagem e cultura. Sua esposa, Hazel, é tão inflexível em questões religiosas quanto Leslie Huben. Apesar de Martin tentar várias vezes dissuadir Moon a bombardear os Miarunas, Moon e Wolf deixam Mãe de Deus na manhã seguinte. Na viagem rumo ao bombardeio, eles sobrevoam a aldeia dos Miarunas, um pequeno vale na imensidão da floresta, vendo um jovem índio arremessar uma flecha contra a aeronave. Moon sofre uma transformação radical motivada por um profundo sentimento de afinidade e identificação com os índios. Apesar de ameaçado por Wolf com uma faca, Moon retorna a Mãe de Deus sem bombardear a aldeia. Após um noite de orgia e drogas, Moon pilota o avião e desce de pára-quedas na floresta ao lado da aldeia Miaruna. Despe-se, esconde seu revólver entre suas roupas e caminha em direção à aldeia escoltado por índios da tribo. Moon é aceito como o deus Kisu, aquele que desce dos céus, por toda a tribo, exceto pelo hostil e desconfiado Aeore, o mesmo índio que atravessou a flecha no avião. Assimilando rapidamente todos os aspectos cotidianos da vida e cultura indígena, Moon casa-se com uma índia, que espera dele um filho. Trava-se um conflito entre Aeore, desejoso de matar todos os brancos que cobiçam suas terras, e Moon, ciente de que tal provocação culminará na destruição total da tribo indígena a mandado do Comandante Gusmão. Os Hubens e Quarriers tomam posse de uma missão católica abandonada e começam a trabalhar na sua reconstrução. Huben, inflexível na sua atitude autoritária com relação aos índios, ressente-se do tato e da sabedoria utilizados por Quarrier na sua luta pela catequese. O casal Quarrier diverge e briga intensamente com relação à criação de Billy, que livre da repressão sexual da mãe faz amizade com as crianças indígenas, dominando a sua língua. Na intenção de converter os Miraunas, os missionários fazem uso de ampla distribuição de presentes – espehos, facas, rosários, escovas etc. Aeore, furioso, obriga a tribo a devolver os presentes. Moon concorda, mas previne Aeore de que ïse nós matarmos os brancos, todo o povo da floresta será destruído. Os brancos são mais numerosos do que todo o povo da floresta reunidoï. Ele concorda em ajudar Aeore a unir todas as tribos, no intuito de resistir à invasão dos brancos. Billy Quarrier morre de malária o que leva Hazel a um completo descontrole emocional, intensificando seu conflito com Martin. Depois de uma cerimônia fúnebre alucinatória para identificar o inimigo de Billy, ‘aquele que enviou o mosquito’, os Miarunas ameaçam Huben e o apontam como o causador da morte doi menino.

Imensamente desiludida com o marido e acometida de uma forte gripe, Andy Huben vagueia pelas ruas de Mãe de Deus e entra pela primeira vez em uma igreja católica. Lá compartilha com Padre Xantes o seu temor pelo iminente extermínio dos Miaraunas. Mais tarde, banhando-se no lago da Missão, Andy depara-se com Moon. Ternamente eles trocam carícias e beijos. À noite ela confidencia a Martin que reconheceu o índio como sendo Moon. Moon contrai gripe por intermédio de Andy e contagia os índios levando a morte e destruição à tribo dos Miarunas. Moon procura os missionários na busca de remédios para combater a epidemia. Apesar dos protestos de Huben, Moon consegue os medicamentos. Padre Xantes chega à Missão a fim de avisar que o assassinato de dois aventureiros à busca de ouro na região por um índio da tribo pode fazer com que o Comandante Gusmão acelere sua ordem de matança dos índios. Temeroso de um massacre à tribo Miaruma, Martin é guiado até a aldeia indígena por Uyuyu para avisar a Moon e aos Miuraunas do bombardeio. Ficando só, Huben abandona a Missão e retorna a Mãe de Deus.

Escapando do bombardeio e da destruição da aldeia numa canoa, Moon é arrastado pela correnteza e acorda na praia. Sua canoa, no entanto, havia desaparecido com a força das águas.

Assumindo sua verdadeira identidade, ele amassa sementes de urucum para conseguir uma coloração vermelho vivo e pinta seu rosto como os Miraunas fizeram ao iniciá-lo na tribo. Nós vivemos nus e não possuímos nada. Portanto, devemos nos adornar, do contrário, como nos diferenciaremos dos animais?

Elenco

Tom Berenger …. Lewis Moon
John Lithgow …. Leslie Huben
Daryl Hannah …. Andy Huben
Aidan Quinn …. Martin Quarrier
Tom Waits …. Wolf
Kathy Bates …. Hazel Quarrier
Nelson Xavier …. Padre Xantes
Stênio Garcia …. Boronai
Shannon O’Hurley …. Song Performer
Edwirges Ribeiro …. Taweeda
S. Yriwana Karajá …. Aeore
José Dumont …. Commandante Guzman
Niilo Kivirinta Billy Quarrier
Jose Renato Lana …. Uyuyu
Mutahi Pataxo …. Mutu
Ruy Polanah …. Kori
Ione Machado …. Pindi
Carlos Xavante …. Tukanu

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Brincando nos Campos do Senhor (1991) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Hector Babenco
Roteiro: Hector Babenco e Jean-Claude Carrière
Pesquisa: Íris Horta Lemos e Katia Lund
Estória Baseada no romance homônimo de Peter Matthiessen
Produção: Saul Zaentz e Clóvis Bueno
Direção de produção: Freire, Cacá
Produção executiva: Francisco Ramalho Jr., David Nichols; Bruno Wainer e Judi Bunn
Assistência de produção: Eichler, Nancy; Ramalho, Andreia; Bonesso Jr., Onofre; Bernardi, Wilson; Lund, Katia; Arakawa, Jaqueline; Newman, Peter; Souza, Marçal Ferreira de; França, Marcos Antônio Soares; Cohen, Dominique; Soares, José Leonidas; Oliveira, Sandra
Coordenação de produção: Niemeyer, Carla
Contabilidade: Alfredo Netto; Sá, Jorge; Mason, Juliet
Gerente de produção: Catrolli, João; Mendonça, Edson José; Zagallo, Fernando; Freire, José Carlos; Chaves, Flavio
Empresa de figuração: Bello, José Luíz; Knez, Marriba
Assistência de direção: Andrews, Steve; Gervitz, Roberto; Patterson, Philip; Amorim, Vicente; Griecco, Alberto; Brasil, Flávia; Fonseca, José Henrique
Continuidade: Haywood-Carter, Annette
Story-board: Gomez, Hector
Coreografia: Pascale, Júlia
Direção especializada: Jones, David
Direção de fotografia: Lauro Escorel e Stan McClain
Assistência de fotografia: Pedro Farkas e Jones, Eric
Câmera: Fonseca, Alexandre
Assistência de câmera: Katia Coelho
Fotografia de cena: Bray, Phil
Foco: Avelar, Marcos
Fotografia da 2. unidade: Farkas, Pedro
Eletricista: Flores, Gilmar Mendonça; Gorbi, Toni; Ribeiro, Carlos Alberto S.; Martins, Luiz Ferreira
Maquinista: Silva, Antonio Jose de Almeida; Alves, Wagner Cesar; Hora Filho, Cesar Borges da; Protugal, Henrique Santos
Engenharia de som: Newman, Chris
Operador de microfone: Cain, Michael
Montagem: Anderson, William; Minasian, Armen; Innes, Louise
Assistente de montagem: Hasty, Ruth; Bouwmeester, Henni; Bergad, David; Mckinley, Tara; Alice, Mauro
Direção de arte: Bueno, Clóvis; Storchi, Marlise; Vanzolini, Antonio; Mainieri, Roberto
Assistência de direção de arte: Alvarenga, Maria Helena; Vieira, Eugenio; Tassara, Felipe; Pessoa, Helena
Figurinos: Murtinho, Rita
Letreiros: Carroll, Phil
Desenho de produção: Bueno, Clóvis
Responsável por construções: Pupe, José Antônio; Ferreira. Lazaro Batista; Santos, Serafim dos
Cabelereiro: Steen, Anna Van
Maquiagem: Monteiro, Jacques; Steen, Anna Van
Costureira: Santos, Ilma da Costa; Rosa, Ana Maria
Guarda-roupeira: Harrigan, Cecília
Adereços: Abreu, Ana Mara; Hempfing, Ilka; Brito, Leonardo de Souza
Penteados: Monteiro, Jacques
Música: Preisner, Zbigniew; Miranda, Marlui
Direção musical: Polish Raio Grand Simphony Orchestrta Katowice
Música original: Wit, Antoni
Companhias Produtoras: Condor Filmes | Saul Zaentz Company
Companhias Distribuidoras: Condor Filmes | Universal Pictures

Dados adicionais de música
Intérprete(s): Miranda, Marlui; Camara, Jeorge; Dietrich, Debora; Ernst, Robert; Fischer, Corey; Holt, Lorri; Joffee, Joseph; Jones, Nancy; Lallo, M. J.; Lohmann, Brian; Ludloow, Sarah; Madsen, Gunnar; McVerry, Maureen; O’ Hurley, Shannon; Petrakis, Mark e Sila, Claudio

Bibliografia

Livros:

MATTHIESSEN, Peter. Brincando nos Campos do Senhor. : Companhia das Letras, .

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Press-book
Jornal do Brasil, 17.11.1991, p. 08
Folha de S. Paulo, 21.06.1990, p. E-1
Jornal da Tarde, 03.12.1990, p. 24 e 25; 06.12.1990, p. 22

Observações:
Os letreiros do filme informam que “toda edição do filme, edição de som e mixagem em dolby stereo foi completada na Saul Zaents Company Film Center, Berkeley, California. Especifica: Assistente do produtor: Nancy Eichler; Pesquisa sobre índios: Íris Horta Lemos; Pesquisa sobre missionários: Katia Lund; Diretor de fotografia aérea: Stan Mcclain; Assistente de câmera filmagem aérea: Eric Jones.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

4 comentários sobre “Brincando nos Campos do Senhor (1991)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.