fbpx

Bruno Barreto

FOTO Bruno Barreto 04Bruno Villela Barreto Borges, em arte conhecido como Bruno Barreto, é um cineasta brasileiro nascido na cidade do Rio de Janeiro (RJ) no dia 16 de março de 1955. É filho dos produtores Luiz Carlos Barreto e Lucy Barreto, sendo irmão do cineasta Fábio Barreto e da produtora Paula Barreto.

Teve seu primeiro longa-metragem, Tati, a Garota, financiado por sua avó, Lucíola Villela e foi um dos produtores do filme Menino do Rio, crônica sobre um grupo de adolescentes cariocas que vivem à beira-mar.

Começou a tomar gosto pelo universo cinematográfico em casa, filho de Lucy Barreto e Luiz Carlos Barreto, fundadores da Produtora LC Barreto, responsável pela produção e co-produção de filmes de grande sucesso nacional e internacional já há mais de 40 anos em atividade no país. Dessa forma desde pequeno já demonstrava intimidade com a câmera ao realizar diversos curtas-metragens.

Sua atuação como diretor veio aos 19 anos, quando dirigiu Dona Flor e Seus Dois Maridos, com Sônia Braga ao lado de José Wilker e Mauro Mendonça.

Lançado comercialmente no circuito exibidor em 1976, Dona Flor e Seus Dois Maridos se transformou no maior sucesso nacional de público com doze milhões de espectadores, só perdendo a liderança na década de 1990 com o lançamento do longa-metragem Titanic, observa-se que apesar de um grande número de público a arrecadação não atingiu 10% do faturamento do filme Titanic.

Ao combinar humor e sensualidade com doses certas, contou a história baseada no romance de Jorge Amado, e como resultado foi um grande sucesso nacional e reconhecido pela crítica, e com essa obra o diretor ganhou o Kikito de melhor diretor no Festival de Gramado de 1977.

Morou por nove anos nos Estados Unidos, estreou como diretor em A Show of Force (Assassinato Sob Duas Bandeiras) em 1990, estrelado por Amy Irving, sua esposa na época. Em seguida, dirigiu The Heart of Justice (O Coração da Justiça) em 1992. Três anos mais tarde, ele trabalhou novamente com Amy Irving no drama romântico Carried Away (Atos de Amor).

Em 1998, filmou One Tough Cop (Entre o Dever e a Amizade), com Stephen Balwin.

Em 1996, volta para o Brasil para dirigir O Que é isso, Companheiro?, com grande elenco formado por Fernanda Torres e Pedro Cardoso, entre outros. Foi indicado ao Oscar na categoria Melhor Filme Estrangeiro.

Ao retornar à cidade natal filmou e dirigiu a comédia romântica Bossa Nova em 2000, tendo a cidade do Rio de Janeiro e a música popular brasileira dos anos 60 como elementos centrais da história e contando com talentos como Amy Irving, Antônio Fagundes, Drica Moraes e Débora Bloch. O longa-metragem representou o Brasil como Hors Concurs no Festival de Berlim no ano 2000.

Foi casado com a atriz Amy Irving, ex-esposa do cineasta americano Steven Spielberg.

:: Filmografia como Diretor ::

2013 :: Flores raras
2013 :: Crô – O Filme
2008 :: Última Parada 174
2007 :: Caixa Dois
2005 :: O Casamento de Romeu e Julieta
2003 :: View from the Top (Voando Alto)
2000 :: Bossa Nova
One Tough Cop (Entre o Dever e a Amizade)
1996 :: O Que é isso, Companheiro?
1996 :: Carried Away (Atos de Amor)
1992 :: The Heart of Justice (O Coração da Justiça)
1990 :: A Show of Force (Assassinato Sob Duas Bandeiras)
1989 :: Romance da Empregada
1985 :: Além da paixão
1984 :: O Beijo no Asfalto
1983 :: Gabriela
1978 :: Amor Bandido
1976 :: Dona Flor e Seus Dois Maridos
1973 :: Tati, a Garota
1971 :: Emboscada (CM)
1970 :: Este Silêncio Pode Significar Muita Coisa (CM)

:: Filmografia como Produtor ::

2007 :: Caixa Dois
2003 :: O Caminho das nuvens
1981 :: Menino do Rio

Livros:

. O Cinema Latino-Americano Hoje: pelo olhar do Diretor. : LATC, 2013.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Bruno Barreto. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/bruno-barreto/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]