fbpx

Campanha de apoio ao Cine Belas Artes é encabeçada por restaurantes paulistanos

O é um dos poucos cinemas de rua que ainda existem na capital paulista. Sua programação sempre se destacou pelo alto nível, exclusividade e diversidade. No último mês de março, porém, o banco HSBC cancelou seu patrocínio a este cinema localizado no coração da metrópole, na esquina da rua Consolação e Avenida Paulista.

Depois de 43 anos como pólo cultural importantíssimo da cidade, o Belas Artes pode fechar suas portas. O sócio-proprietário, André Sturm tem travado uma batalha em busca de patrocinadores.

Incorformada com a possibilidade de perder um ponto de tamanha importância intelectual para São Paulo, a proprietária do francês La Casserole reuniu outros 15 restaurantes paulistanos em uma campanha batizada de Salve o Belas Artes: Tudo Pode Dar Certo.

De 05 de julho até 05 de setembro, quem colaborar com R$ 5,00 em um dos locais participantes recebe um convite para uma sessão de segunda a quinta-feira. Na bilheteria, basta carimbar este mesmo ingresso para ganhar uma sobremesa em qualquer um dos 16 estabelecimentos. Além do La Casserole, a lista inclui Adega Santiago, Amadeus, Arábia, Arábia Café, Così, 210 Diner, Dona Onça, dui, Eñe, Ici Bistrô, La Frontera, Martin Fierro, Mestiço, Obá, Tappo Trattoria e Tordesilhas.

O design dos cartazes, newsletter e materias gráficos de divulgação foram desenvolvidos pelo arquiteto Rafic Farah. Também será produzido um filme sobre a promoção pela O2 Filmes, de Fernando Meirelles, que será exibido antes de várias sessões.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.