fbpx

Canção da Primavera (1923)

Sinopse

Quando da morte de seu pai, Luiz Roldão jurou unir pelo casamento a família de Bento (melhor amigo de seu pai) e a sua. A família de Luiz Roldão, um fazendeiro severo, mas bom: a mulher Brites (sempre às voltas com os criados), a filha Lili, o filho Jorge, a afilhada Lina (neta do velho Luiz), a irmã Salustiana. Para satisfazer a promessa feita, Jorge está, embora contra a sua vontade, noivo de Rosita, filha do compadre Bento. Salustiana namora com o barbeiro Juca, o que provoca a ira de Roldão. Entre Lili e Carlos (irmão de Rosita e, portanto, filho de Bento) há uma grande amizade. Lina e Jorge estão apaixonados.

Sabendo da promessa do passado e sendo impossível este amor, Lina quer sair da casa do padrinho com seu avô Luiz. Ela conta tudo ao padre Belisário (amigo da família de Roldão) e este concorda que ela deve partir. Lina e o avô Luiz partem para o pequeno sítio onde ela nasceu e lá trabalham a terra. Lina, acostumada à vida confortável na fazenda, definha.

Carlos, que é médico, leva Lili a visitar a amiga e os dois anunciam que estão noivos. Roldão também vai visitá-la querendo saber os motivos de sua saída da fazenda e lá encontra o padre e, mais tarde, também Jorge que conta de seu amor por Lina. Roldão se enfurece e vai embora. Salustiana e Juca continuam a namorar.

Jorge vai ao sítio e apesar do avô Luiz tentar impedir, ele encontra-se com Lina. Ela tenta fazê-lo ir-se e ele, desesperado, conclui que Carlos (que a visita sempre) a ama e é correspondido. Lina desmaia, o avô ampara-a e o grupo se aproxima, exceto Jorge que já se foi.

Na fazenda, Juca faz uma serenata a Salustiana e é enxotado por dois empregados. Com a doença agravada, Carlos quer que Lina volte à fazenda. Jorge confessa seu amor por Lina à mãe. Lina chega à fazenda e lá convalesce. Jorge conta a Lina que Carlos se casará com Lili, cumprindo assim a promessa que Roldão fizera ao pai. Roldão, entretanto, ainda resiste ao romance entre os dois. Lina, Jorge e o avô Luiz decidem voltar para o sítio. Enquanto isso, o padre repreende Roldão severamente e este, afinal, consente no namoro. Todos se reconciliam e Roldão concorda até com o namoro entre Salustiana e Juca. Manduca, o tocador de viola e cantador, se junta ao grupo. Epílogo: o casamento de Jorge e Lina.

Primeiro longa-metragem dirigido por Igino Bonfioli e Ségur Cyprien. O filme foi produzido em 1923 e lançado no ano seguinte.

Elenco

Viana, Ari de Castro (Luiz Roldão)
Colombo, Osiris (padre Belisário)
Barreto, Lucinda (Brites)
Aleixo, Iracema (Lina)
Andrade, Naná (Lili)
Gomes, Nina (Salustiana)
Dotti, Clementino (Dr. Carlos)
Costa, Odilardo (Jorge)
Gomes, Alberto (Juca, o barbeiro)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Canção da Primavera (1923) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Igino Bonfioli e Ségur Cyprien
Roteiro: Matos, Anibal
Produção: Igino Bonfioli e Costa, Odilardo
Estória: Baseada na comédia teatral Canção da primavera, de Anibal Matos
Operador: Igino Bonfioli
Cenografia: Igino Bonfioli e Matos, Anibal
Companhia Produtora: Bonfioli Film

Locação: Belo Horizonte – MG, numa chácara do bairro Floresta.; Rua Espírito Santo, Belo Horizonte – MG, no interior da casa de Igino Bonfioli.

Bibliografia

Fontes utilizadas:
Material examinado
CB/Descrição plano a plano
CA/AF

Fontes consultadas:
MRG/MGEF, citando Diário de Minas, 12.07.1923
AG-PESG/70 CB
CS/FCB
ACPJ/I
Minas Gerais, 30.12.1978, Suplemento Literário, p. 7
Cinearte, 28.12.1927; 22.01.1930
ALSN/DFB-LM

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Canção da Primavera. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cancao-da-primavera/

Observações:
Metragem do material examinado: 1.950m.
AG-PESG/70 CB acrescenta ao elenco o velho Tacchi.
No seu depoimento (Minas Gerais, Suplemento Literário, 30.12.1978), Clementino Dotti informa que Luis Tacchi; Aldo Delfino e Artorino Faria participaram da figuração da fita.
ACPJ/I informa que o operador foi Cyprien Segur e no elenco acrescenta: Nana Tacchi; Ari Viana e Osiris Cardoso.
Todos os atores participaram do Teatro Pequeno, segundo MRG/MGEF, ou do Grupo de Teatro Amador Silvestre Moreira, segundo Minas Gerais, Suplemento Literário.
A fonte ALSN/DFB-LM indica: colorido com 88 min. de duração; talvez a primeira experiência de cores no cinema brasileiro.
CA/AF informa: primeiro filme de ficção realizado em Belo Horizonte, o filme foi restaurado pelo Departamento de Cinema da Escola de Belas Artes, da UFMG, e exibido pelo CEC – Centro de Estudos Cinematográficos de Belo Horizonte a 29.08.1987, na Sala Humberto Mauro.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.