fbpx

Carlos Zara (1930-2002)

Antonio Carlos Zarattini, em arte conhecido como Carlos Zara, foi um ator brasileiro nascido em Campinas (SP) no dia 14 de fevereiro de 1930.

Na sua cidade natal iniciou seus estudos (primeiro e segundo grau), vindo morar em São Paulo para cursar engenharia na Escola Politécnica. Formado, exerceu a profissão por oito anos. Sua vocação pelo teatro começou no Grupo Teatral Politécnico e no Grupo de Teatro Amador.

Profissionalizou-se em 1954, ao integrar a Cia. Dulcina Odilon na peça O Imperador Galante (1954). Transferiu-se, em seguida, para a Cia. Nydia Lícia/Sérgio Cardoso e depois Cia. Maria Della Costa, atuando em produções independentes e próprias, com a atriz Eva Wilma. Ao todo participou de 25 espetáculos teatrais.

Estreou na televisão em 1956, no Grande Teatro Tupi. Em 1957, foi contratado pela TV Record e atuou no seriado Papai, Mamãe e Eu, ao lado de Araçari de Oliveira, época que fez sua primeira novela, Folhas ao Vento. Como diretor, organizou o Grande Teatro Record, para concorrer com a Tupi.

Nas telas do cinema, estreou em 1956, no filme Quem Matou Anabela?. Fez poucos filmes, direcionando sua carreira ao teatro e à televisão. Esteve casado desde 1979 com a atriz Eva Wilma.

Em 1963, transferiu-se para a TV Excelsior, exercendo as funções de ator e diretor de teledramaturgia, funções que também exerceu na TV Tupi, para onde retorna em 1970.

Em 1979, vai para a TV Globo, onde permaneceu por mais de 20 anos, consolidando sua vitoriosa carreira. Atuou em mais de 40 novelas, destacando se Dez Vidas (1970), Um Certo Capitão Rodrigo (1971), Mulheres de Areia (1973), Pai Herói (1979), Pátria Minha (1995), Por Amor (1997) e do seriado Mulher (1999), ao lado de Eva Wilma, em sua última participação.

O ator faleceu aos 72 anos, no dia 11 de dezembro de 2002, no Rio de Janeiro (RJ), vítima de complicações decorrentes de um câncer no esôfago.

Com 45 anos de carreira, como ator e diretor, foi um dos mais competentes profissionais das artes cênicas brasileiras. Em 2006, a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, por meio da Coleção Aplauso, lança sua biografia: Carlos Zara: Paixão em Quatro Atos, de autoria de Tânia Carvalho.

Filmografia

1994 :: Lamarca
1982 :: Pra Frente, Brasil
1959 :: Crepúsculo de Ódios (Nas Garras do Destino)
1958 :: O Pão que o Diabo Amassou
1956 :: Quem Matou Anabela?

Bibliografia

Livros:

CARVALHO, Tânia. Carlos Zara: Paixão em Quatro Atos. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2006.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Carlos Zara. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/carlos-zara/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.