fbpx

Carmen Costa (1920-2007)

Biografia

Carmelita Madriaga, em arte conhecida como Carmen Costa, foi uma cantora brasileira nascida em Trajano de Morais (RJ) no dia 05 de janeiro de 1920.

Muito jovem mudou-se para a capital, trabalhando como arrumadeira, lavadeira, cozinheira e costureira. Gostava muito de cantar. Foi descoberta aos 15 anos, por seu patrão, o cantor Francisco Alves, que, numa festa, a fez cantar para os convidados, inclusive Carmen Miranda. Começou então sua carreira artística como crooner de orquestra na boate Elite, quando conhece o sambista Henrique Felipe da Costa, o Henricão, seu futuro marido, que passou a compor para ela. Em 1942, estourou em todo o Brasil com Está Chegando a Hora, versão da canção mexicana Cielito Lindo. No programa de calouros de Ary Barroso, vence por sete anos, apresentando-se também com Henricão.

No mesmo ano (1942) fez sua estreia no cinema no inacabado Its All True, que Orson Welles produziu no Brasil.

Em 1945, casou-se com o norte-americano Hans Van Koehler e passou uma temporada em Los Angeles. Em Nova York, esteve no concerto histórico no Carnegie Hall, que marcou a bossa nova nos Estados Unidos em 1962. Ela chegou a morar no país, mas volta ao Brasil depois.

No Rio, nos anos 1950, conheceu o compositor Mirabeau Pinheiro, com quem viveu um romance por cinco anos e pai de sua única filha, Silésia. A parceria rendeu também sucessos como a marcha Cachaça não é Água, o samba Obsessão. Outro sucesso seu, do compositor Ricardo Galeno, é o samba canção A Outra, que retratava uma situação que ela nunca escondeu. Fui a outra por cinco anos. A partir dos anos 1960 sua carreira entra em decadência, mas ela nunca parou de trabalhar. Em 1993, fez participação especial na minissérie Agosto pela TV Globo.

Em 1997, lançou CD com regravações de antigos sucessos e participa de shows com o cantor Elymar Santos, numa homenagem deste à grande artista. Em 1998, com Dona Ivone Lara, Leci Brandão, Áurea Martins e Jovelina Pérola Negra (também já falecida) fez o show Damas Negras do Samba, no Teatro João Caetano, no Rio, com enorme sucesso. O espetáculo teve várias récitas no Rio nos anos seguintes.

Em 2003, foi tombada como patrimônio cultural brasileiro. Para a ocasião, compôs a música Tombamento, que cantou para o ministro da Cultura, Gilberto Gil.

Em 1º de abril de 2007, fez seu último show, ao lado de Alaíde Costa e Tito Madi, no Sesc Pompeia, no projeto Senhor Artista.

Morreu em 25 de abril de 2007, aos 87 anos de idade, de insuficiência renal e cardíaca, no Rio de Janeiro.

Filmografia

1942 – Its All True (inacabado); 1948 – Pra Lá de Boa; 1955 – Car-naval em Marte; 1956 – Depois eu Conto; 1958 – Vou Te Contá; 2006 – Nzinga (participação especial como ela mesma)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Carmen Costa. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.