fbpx

Cine Park – Ubá – MG

Histórico

No dia 14 de fevereiro de 2008, a cidade perdeu sua última e única sala de Cinema. Três anos se passaram e, desde então, os ubaenses não têm acesso a Sétima Arte na Cidade Carinho. Na época, o proprietário do prédio onde funcionava o Cine Park, no Calçadão da São José, não renovou o contrato com o Grupo Veredas, responsável pelo cinema.

Após a oficialização do fechamento o gerente do Cine Park, Antônio Varanis, entrou em contato com a Secretaria de Cultura para saber de que forma o órgão poderia apoiá-lo a manter o cinema funcionando. “A sala foi solicitada e seus proprietários não tinham onde colocá-la, e pediram nossa interferência para ajudá-los a procurar esse novo ambiente”, explica Bete Barros, à época secretária municipal de Cultura. Depois de muito procurarem surgiu à ideia de fazer a transferência para a Estação Ferroviária, porque já era intenção da administração passada revitalizar a Praça Guido Marliére. “Esse processo já tinha se iniciado com a mudança do desfile de Sete de Setembro e da Biblioteca Pública Municipal para o local”,

No entanto, a Estação precisava de uma reforma já que o telhado estava para ruir e as pessoas que transitavam nas proximidades corriam o risco de sofrer algum acidente. “Combinamos com os proprietários do Cine Park que eles fariam a parte de inclinação do piso para as cadeiras e a construção de toaletes. Na verdade, toda a estrutura para abrigar o cinema ficaria a cargo deles, a Secretaria de Cultura ficou por conta da reforma do telhado”, diz Bete Barros. Cerca de 50 mil reais foram gastos com a reforma do telhado, com recursos oriundos do Conselho do Patrimônio Cultural.

Bibliografia

Internet:

http://www.jornalonoticiario.com.br/home/index.php?option=com_content&view=article&id=702&catid=53&Itemid=93

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.