fbpx

Cine-Teatro Jandaia – Salvador – BA

Histórico

Situação do interior do Cine-Teatro Jandaia em 2013 , quando o Ipac foi ao cinema fazer uma avaliação para o tombamento do local (Foto: Divulgação/SecultBA/Ipac)
Situação do interior do Cine-Teatro Jandaia em 2013, quando o Ipac foi ao cinema fazer uma avaliação para o tombamento do local (Foto: Divulgação/SecultBA/Ipac)

O Cine-Teatro Jandaia, também conhecido como Cine Jandaia, foi uma imponente sala de cinema de rua localizado na à Av. J.J. Seabra, Baixa dos Sapateiros, no Centro da cidade de Salvador (BA).

Inaugurada no ano de 1911, a sala foi idealizada pelo comerciante João Oliveira, um apaixonado por cinema, no início era um modesto galpão com teto de zinco onde se projetava imagens.

Após uma viagem pela Europa o comerciante e empresário decidiu, depois de dois anos de reformas e ampliações, reinaugurar o cinema em 1931. Quando da reforma, oito casas vizinhas foram anexadas ao antigo galpão, ficando o cine com uma área de 1.200 m2, e capacidade para 2.200 pessoas. Com 2.500 lâmpadas coloridas iluminando o interior, as instalações de um dos primeiros arranha-céus da cidade ficaram de tirar o fôlego. A Baixa dos Sapateiros era um movimentado centro comercial no período. Se tornou num ponto de encontro da cidade e atraiu os mais renomados artistas das décadas de 30 a 60, além das mais modernas películas hollywoodianas, astros musicais e teatrais. Foi o primeiro cinema do nordeste a adquirir aparelhos para a exibição de filmes sonoros.

Desde sua inauguração, no ano de 1911, a sala teve singular importância no cenário da cultura nacional. Já recebeu, além de filmes, grandes espetáculos com renomados artistas brasileiros de teatro (e até óperas) ao longo das décadas de 1930 a 1960, sendo frequentado pela elite cultural e rica da cidade.

Em caráter multiuso, o espaço exibiu também espetáculos de música lírica, peças de companhias nacionais e internacionais, além de lançamentos de filmes clássicos. Entre os artistas que reuniu estão Carmem Miranda, Pablo Neruda, Raul Roulien, Procópio Ferreira, Zoraide Aranha e Bidu Saião, Vicente Celestino e Lamartine Babo.

Com a expansão das empresas multinacionais de cinema na década de 60, e o deslocamento do centro comercial de Salvador para outras regiões na década de 70, o Cine-Teatro Jandaia começou a definhar. Em 1979, os cinemas de Salvador foram comprados por grandes exibidores nacionais sendo criadas cadeias de cinemas, monopolizando as exibições dos filmes que passaram a ser exibidos em rede, mas o Jandaia resistiu e permaneceu independente. Sobreviveu até os anos 90 exibindo filmes pornográficos e de artes marciais de baixa qualidade.

Em 1994, um projeto de revitalização da Baixa dos Sapateiros proposto pela prefeitura incluía o cinema como uma das suas prioridades, mas nada foi feito. O saudoso Cine-Teatro Jandaia está fechado há décadas, com suas instalações em ruínas correndo risco de desabamento.

Devido à sua importância histórica e artística, o imóvel foi declarado como bem de utilidade pública em 2014, para garantir que o imóvel não fosse comercializado com outra finalidade que não de interesse coletivo.

O prédio não está localizado na área tombada pela Unesco em 1985 como Patrimônio da Humanidade e não tem uma arquitetura relevante, mesmo assim deveria ter uma proposta de revitalização integrado ao projeto de restauração do Centro Histórico, para se transformar num espaço cultural, quem sabe para contar alguma história com muita sonoridade, afinal ele já foi um marco da cultura nacional.

Em 2015, o Governo da Bahia determinou ao Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac), a realização de ações emergenciais para impedir o desmoronamento do imóvel, tombado pelo órgão em 2011.

Porém, até hoje, infelizmente, o Cine-Teatro Jandaia está abandonado e em ruínas.

Galeria

Bibliografia

Livros:

Internet:

G1. Prédio do Cineteatro Jandaia será desapropriado pelo governo da Bahia. Disponível no endereço: http://g1.globo.com/bahia/noticia/2015/11/predio-do-cineteatro-jandaia-sera-desapropriado-pelo-governo-da-bahia.html
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Cine-Teatro Jandaia. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cine-teatro-jandaia/
IBAHIA. Cinemas antigos de Salvador deixam saudade e nostalgia: descaso é o que sobrou deles. Disponível no endereço: http://www.ibahia.com/detalhe/noticia/cinemas-antigos-de-salvador-deixam-saudade-e-nostalgia-descaso-e-o-que-sobrou-deles/
MOVIMENTO SALVE O CINE JANDAIA. Disponível no endereço: https://www.facebook.com/groups/252775678167906/
TRIBUNA DA BAHIA. Cine Teatro Jandaia. Patrimônio Cultural Esquecido. Disponível no endereço: http://www.tribunadabahia.com.br/news.php?idAtual=33898. Acesso em: 03 de agosto de 2012.

Franco Groia

Franco Groia

Pesquisador com foco na história do Cinema Brasileiro e desenvolvimento do mercado audiovisual no Brasil, é o criador e Coordenador Geral do Portal 'História do Cinema Brasileiro'. É Professor Universitário na Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) - Campus Juiz de Fora (MG). contato: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.