fbpx

Cine Timbira – Feira de Santana – BA

Histórico

O Cine Timbira foi uma sala de cinema de rua localizado na cidade de Feira de Santana (BA), pertencente ao exibidor Francisco Pithon, o mesmo de cinemas como Guarani, Tupi, Liceu e Tamoio, em Salvador.

Antes, no mesmo imóvel, até então, funcionava o Cine Santanópolis, uma grande sala de exibição cinematográfica, com mais de 1.000 cadeiras, inaugurada em 22 de novembro de 1958, com o drama romântico Sinfonia Interrompida (Interlude, 1957), de Douglas Sirk, com June Allyson, Rossano Brazzi e Marianne Koch.

A inauguração com o nome de Cine Timbira aconteceu no dia 27 de março de 1972, quando exibiu-se o lançamento do circuito nacional da época, a comédia italiana Por uma Graça Recebida (Per Grazia Ricevuta, 1971), com Nino Manfredi, que havia vencido o prêmio de Melhor Diretor Estreante no Festival de Cannes daquele ano.

Em meados dos anos 70, Francisco Pithon transferiu o controle de seus cinemas à multinacional Cinema Internacional Corporation (CIC), que passou a ter o controle e a programação das salas.
A CIC era uma grande corporação, responsável pela distribuição de três estúdios – Paramount, Metro e Universal.

Em abril de 1997, especulou-se a venda do Cine Timbira à Igreja Universal do Reino de Deus, o que não ocorreu. Quem adquiriu o imóvel foram as Lojas Americanas.

A última sessão de cinema no Cine Timbira foi com o filme O Espelho Tem Duas Faces (The Mirror Has Two Faces), 1996, drama romântico com Barbra Streisand.

Bibliografia

Livros:

NOVAES, Flávio Avelino De. Francisco Pithon: o Cinema na Bahia. Salvador: Assembleia Legislativa do Estado da Bahia, 2015.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Cine Timbira. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cine-timbira/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.