fbpx

Cineluz

Cineluz foi criada em 1992 pela cineasta Sandra Werneck. Desde então a empresa vêm se destacando no meio cinematográfico brasileiro com a produção de documentários e filmes de ficção.

Desde sua criação, a produtora Cineluz já realizou mais de dez filmes documentários, entre eles, Guerra dos Meninos, premiado no Amsterdan International Documentary Film Festival (IDFA), Festival de Havana, e Festival de Gramado, Meninas, selecionado para mostra Panorama do Festival de Berlin; e Margem, premiado no Forumdoc.bh e no Tekfestival.

Nos últimos anos, a produtora passou a se dedicar também a realização de filmes de ficção, que se destacaram como sucesso de público e critica. Cazuza, O Tempo não Pára, foi o filme de maior bilheteria brasileira em 2004 e conquistou mais de 30 prêmios em festivais no Brasil e no exterior. Amores Possíveis foi premiado em festivais como Sundance (2001) e Miami Film Festival (2001). O primeiro projeto de ficção longa-metragem da produtora, Pequeno Dicionário Amoroso, foi também premiado em diversos festivais, e conquistou a critica e o público.

Cineluz sempre teve destacados patrocinadores nacionais e um pé no mundo, estabelecendo importantes parcerias internacionais. Hoje, além dos projetos de Sandra, a produtora também produz os filmes da realizadora Maya Da-Rin e vem estabelecendo acordos e co-produção no Brasil e no exterior. Além disso, a produtora Cineluz tem outro objetivo marcante e distintivo: a produtora pretende ser um pólo de elaboração do pensamento cinematográfico e televisivo, aberto a outros projetos e atento às questões do acesso e da formação audiovisual.

Atualmente, a Cineluz prepara o lançamento do novo longa-metragem de ficção de Sandra Werneck Sonhos Roubados e distribui o primeiro longa documentário de Maya Da-Rin Terras enquanto já trabalha em novos projetos para o cinema e TV.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.