fbpx

Cinema de lágrimas (1995)

Rodrigo é um bem sucedido ator e diretor que, após o fracasso de sua última produção, resolve solucionar um sonho que o atormenta a vida inteira, a memória da mãe que se suicidou após assistir a um filme quando Rodrigo tinha apenas quatro anos. Convencido que o suicídio está relacionado ao filme, ele parte em sua procura com apenas uma informação sobre o filme: um melodrama mexicano feito nos anos 30 ou 40.

Rodrigo, dramaturgo e ator residente no Rio de Janeiro, tem sonhado e lembrado muito de sua mãe ultimamente. Ives, um jovem pesquisador de cinema, aborda Rodrigo pedindo-lhe uma entrevista e deixa seu currículo. Rodrigo convida o rapaz para ajudá-lo em um trabalho. Rodrigo quer assistir filmes antigos, melodramas argentinos e mexicanos que sua mãe, suas tias e as amigas gostavam. Na Cinemateca do MAM, no Rio de Janeiro, conversam com Cosme, que lhes propõe uma visita à filmoteca da Universidade Autônoma do México. Rodrigo e Ives vão para o México e iniciam as sessões de cinema. Depois de um longo dia de sessão, Rodrigo convida Ives para jantar, mas ele não aceita e vai embora apressadamente. No outro dia, Ives chega bem atrasado e, ao fim da sessão, pede a Rodrigo o pagamento da diária do dia seguinte adiantada. Rodrigo, irritado, diz que ele pode voltar para o Rio de Janeiro. Ives se entristece e Rodrigo acaba desculpando-se. Ives vai embora com pressa, e sem falar nada. No dia seguinte, Rodrigo tenta conversar com Ives, mas ele não aceita. Durante a sessão, Rodrigo lhe explica a verdadeira razão da pesquisa. Ele quer achar o filme que sua mãe assistira na noite em que ela morreu. Rodrigo tenta aproximar-se, mas Ives o evita. No dia seguinte, Ives chega atrasado e desanimado. Rodrigo o questiona sobre o que está acontecendo, mas Ives vai embora chateado. No Rio de Janeiro, Cosme entrega a Rodrigo uma fita de video e uma carta que Ives deixara. Rodrigo lê a carta e descobre que Ives está em um hospital entre os doentes terminais. Esconde-se da polícia e de traficantes, e arrepende-se de não ter ficado no México, pois quase entrara nos Estados Unidos. Rodrigo assiste a fita com o filme que tanto procurava e emociona-se. Indo embora, vê um homem parecido com Ives entrando na sala de cinema e resolve entrar também. Rodrigo senta-se para assistir o filme e confunde um desconhecido com Ives. Rodrigo, abalado, continua assistindo o filme, e próximo de seu término, muda de expressão, de humor, ficando alegre e sorridente.

Dirigido por Nelson Pereira dos Santos, o filme integra o projeto O Centenário do Cinema, com 18 produções internacionais coordenadas pelo British Film Institute; o filme exibe alguns trechos de 18 filmes latino-americanos, produzidos entre 1931 e 1954. A pesquisadora Sílvia Oroz assistiu a cerca de 500 filmes para escrever o livro Melodrama: O cinema de lágrimas da América Latina, publicado em 1992, que inspirou o roteiro.

Elenco

Raul Cortez …. Rodrigo
André Barros …. Yves
Patrick Tannus …. Rodrigo jovem
Christiane Torloni …. Mãe de Rodrigo
Cosme Alves Neto …. Diretor do cineclube
Jorge Luís Hidalgo …. Projecionista
Silvia Oroz
Ivan Trujilo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Cinema de lágrimas que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Nelson Pereira dos Santos
Assistente de direção: Dora Sverner
Roteiro: Nelson Pereira dos Santos e Silvia Oroz
Produtores: Alejandro Clancy, Hilton Kauffmann, Laura Imperiale e Roberto Feith
Direção de Produção: Aroldo Carvalho
Fotografia: Walter Carvalho
Direção de Arte: Silvana Gontijo
Cenografia: Silvana Gontijo
Figurinos: Silvana Gontijo
Maquiagem: Cida Freitas e Maria da Conceição de Jesus
Montagem: Luelane Correa
Assistente de Montagem: Luiz Guimarães de Castro, Gustavo Casançon, César Migliorin e Márcia Bessa
Som: Juarez Dagoberto da Costa
Edição de Som: Carlos Cox
Música: Paulo Jobim
Co-produção: Meta Video Produções (Brasil) | British Film Institute (Inglaterra)

Bibliografia

Livros:

Oroz, Sílvia. Melodrama: O cinema de lágrimas da América Latina. : , 1992.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Cinema de Lágrimas. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cinema-de-lagrimas/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Cinema de lágrimas (1995)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.