fbpx

Cinema Pharol – Juiz de Fora – MG

Histórico

Oito anos depois do Salão Paris, ou seja, no ano de 1908, num também dia nove, só que desta vez do mês de julho, inaugurava-se, também na rua Halfeld, uma outra casa de cinema, esta de propriedade da empresa Lussac & Almeida. A sala foi batizada de Cinema Pharol.

Com grande capacidade, o Cinema Pharol era amplo e em seu interior apresentavam-se diversos tipos de anúncios publicitários (exibidos em cartazes colados em suas paredes).

O Cinema Pharol era localizado no nº 140 da rua Halfeld. Ainda em 30 de junho de 1908, os jornais começam a noticiar a inauguração de uma sala de exibição que se tornaria uma das mais importantes e frequentadas do período: o Cinema Pharol, que podemos considerar ser a primeira sala de exibição fixa na cidade, já que as outras companhias e empresas normalmente eram itinerantes, permanecendo na cidade por alguns dias ou meses.

De propriedade de Lussac & Almeida, o Cinema Pharol se instala à rua Halfeld nº 107, utilizando uma projetor da Pathé. Entre as fitas apresentadas, destaca-se Um passeio em automóvel na Avenida Central no Rio de Janeiro, fita nacional inédita, produzida por Umberto Lima.

A partir de julho, portanto, duas salas de cinema (o Cinema Pharol e o Brasil) funcionaram simultaneamente, demonstrando a existência de um bom público frequentador.

Bibliografia

Periódicos:

O PHAROL. Diversões. 30 de junho de 1908.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Cinema Pharol. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cinema-pharol/

Franco Groia

Franco Groia

Pesquisador com foco na história do Cinema Brasileiro e desenvolvimento do mercado audiovisual no Brasil, é o criador e Coordenador Geral do Portal 'História do Cinema Brasileiro'. É Professor Universitário na Universidade Salgado de Oliveira (UNIVERSO) - Campus Juiz de Fora (MG). contato: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.