fbpx

Claudia Rodrigues

Biografia

Foto: Manoel Guimarães

Cláudia de Souza Rodrigues, em arte conhecida como Claudia Rodrigues, é uma atriz e humorista brasileira nascida no Rio de Janeiro (RJ) no dia 07 de junho de 1971.

Em 1996 participou do Prêmio Multishow do Bom Humor Brasileiro na sua primeira edição, exibido pelo canal Multishow, onde venceu o prêmio e conseguiu carreira na telinha da Rede Globo. Depois disso iniciou a sua carreira na série de televisão infantil da Rede Globo, Caça Talentos, estrelando Angélica, que ficou até o final do seriado em 20 de novembro de 1998.

Em 1999 participou do episódio “Fidelidade”, da série Você Decide. No mesmo ano ganhou destaque no programa Zorra Total, participando da 1 e 2ª temporada do programa, com as personagens Ofélia e Thalía, que cai no gosto popular com bordões; “Você sabe que eu só abro a boca quando tenho certeza!” e “Eu vou beijar… muuuuuuito!” – aluna feia, com uma horrível prótese dentária, que afirma ter conquistado vários galãs famosos, respectivamente. Após o sucesso no Zorra Total, é convidada para entrar no elenco principal da 5ª temporada do seriado Sai de Baixo, como Sirene, que ficou até o final do seriado em 31 de março de 2002. Em 2001, quando estava no elenco de Sai de Baixo, participou da 11ª temporada da Escolinha do Professor Raimundo, reprisando novamente Thalía.

Em 2002 a 2003 participou com papel recorrente na nova versão do Sítio do Picapau Amarelo, seu segundo trabalho direcionado ao público infantil. No ano seguinte, teve sua grande chance na Rede Globo, gravando A Diarista, como Marinete, a protagonista do seriado, como um especial de fim de ano do canal para testar sua receptividade do público.

Tornou-se conhecida pela humorada secretária Karina, no seriado Caça Talentos, passando também por outros trabalhos de destaque em Zorra Total, Sai de Baixo, Escolinha do Professor Raimundo e Casseta & Planeta, Urgente!.

Em 2004, após ter feito sucesso como especial de final de ano, ganha sua primeira temporada; ao todo o seriado teve mais três temporadas de muito sucesso. No mesmo seriado, de 2004 a 2005, também interpretou, em alguns episódios, o papel da ricaça Maria Elizabeth, papel oposto de sua protagonista. Em 2007 A Diarista chega ao fim em meio a conflitos após Claudia pedir aos diretores que Dira Paes fosse removida do seriado, uma vez que acreditava que ela era mais querida pelo público que sua personagem, o que foi recusado e gerou o fim do mesmo.

Em 2008 a atriz propôs uma nova temporada de A Diarista, na qual as demais personagens seriam removidas e a trama transferida para São Paulo, porém este não foi aprovado. No mesmo ano foi substituta de Maria Paula na 17ª temporada do Casseta & Planeta, Urgente!, durante a gestação e licença maternidade da apresentadora. No ano de 2009 voltou a integrar o elenco do programa Zorra Total, atuando como Ofélia e Sirene até abril de 2013. Em maio de 2013, a atriz voltou a interpretar uma faxineira, dessa vez no teatro com a peça Muito Viva. Em abril de 2015, foi desligada da Rede Globo para cuidar da saúde. Em Setembro de 2018, a atriz venceu uma ação judicial contra a Rede Globo e foi recontratada após 3 anos.

Em 2000, após sentir uma dormência no braço durante uma peça de teatro que fazia, Cláudia Rodrigues foi para o hospital as pressas, por achar que estava enfartando, e lá foi diagnosticada portadora de esclerose múltipla. A doença é autoimune e degenerativa e afeta o sistema nervoso central. Em entrevistas revelou ter demorado a aceitar este diagnóstico. Só em julho de 2006, Cláudia divulgou que era portadora desta doença neurodegenerativa. Ela teve um surto de esquecimento do texto, em 2007, durante a gravação de um episódio do sitcom A Diarista. Neste mesmo ano foi desligada da Rede Globo e iniciou tratamento, visto que poderia ficar em estado vegetativo para o resto da vida se não se cuidasse.

Em março de 2013, soube-se que a doença estava controlada e que surtos de desequilíbrio ao andar ou desmaio apenas ocorrem em épocas de muito estresse. No dia 07 de junho do mesmo ano teve um surto de esclerose múltipla, onde ficou sem conseguir andar por alguns meses, ficando com a fala comprometida, após contrair herpes zoster, aumentando o processo inflamatório da esclerose múltipla. Nesta época, precisou fazer fisioterapia e fonoaudiologia para recuperar o movimento das pernas e a melhora da fala. Ainda em 2015, a atriz faz um transplante de células-tronco e precisou raspar a cabeça, causando comoção nacional.

Em maio de 2016, 5 meses após o transplante de células-tronco, Cláudia se mostrou otimista com sua melhora e conta que estará liberada pelo médico para voltar a atuar em dezembro do mesmo ano.

Em 2017, seu estado de saúde melhorou, e Cláudia permaneceu internada em uma clínica para tratar algumas sequelas da esclerose, como dificuldade de enxergar e se concentrar. No dia 2 de agosto do mesmo ano, participou do programa Superpop, da RedeTV!, revelando ter tornado-se uma pessoa religiosa, frequentando o catolicismo. Revelou que durante todos estes anos, pela impossibilidade de trabalhar e conviver socialmente devido a doença, sofreu com uma forte depressão, precisando de acompanhamento psicológico, e que cogitou a hipótese de suicídio, ao pensar em se jogar da janela de seu apartamento.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

2016 :: O Crime da Cabra (CM)
2012 :: Guerrilheira Conjugal (CM)
2002 :: Xuxa e os Duendes 2 – No caminho das Fadas …. Fada Milly
2000 :: Xuxa Popstar …. Mari
1998 :: Bagatá …. Lídia (CM)

:: Filmografia como Dubladora ::

2004 :: Nem que a Vaca Tussa …. Maggie

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.