fbpx

Clóvis Bueno (1940-2015)

Biografia

FOTO Clovis BuenoClóvis Bueno foi um ator, figurinista, roteirista, assistente de direção, cenógrafo, diretor de arte e cineasta brasileiro nascido na cidade de Santos (SP) no ano de 1940. Faleceu no Rio de Janeiro no dia 25 de junho de 2015.

Atuou no teatro nas décadas de 60 e 70 como ator, diretor, cenógrafo e figurinista. Foi diretor de arte de Brincando nos Campos do Senhor (dirigido por Hector Babenco e produzido por Saul Zaentz, de Amadeus, Estranho no Ninho, A Insustentável Leveza do Ser e O Paciente Inglês) e de O Beijo da Mulher Aranha (Hector Babenco), que recebeu Oscar de Melhor Ator para William Hurt.

Atuou como cineclubista nos anos 60 e realizou documentários antes de se tornar figurinista de Anuska, manequim e mulher (1968), de Francisco Ramalho Jr.. Iniciou a longa carreira de cenógrafo fazendo cenários de filmes como Luz, cama, ação! (1976), de Cláudio MacDowell, e dramas como O torturador (1979), de Antônio Calmon. Nos anos 80, participou de grandes produções nacionais, como Pixote, a lei do mais fraco (1980) e O beijo da mulher-aranha (1984), ambos de Hector Babenco, e Doida demais (1989), de Sérgio Rezende. Seguiu realizando a cenografia e direção de arte de dezenas de longas nos anos seguintes, inclusive produções internacionais como Le Jaguar (1995), de Francis Veber (parte filmada no Brasil), e O incrível Hulk (2008), de Louis Leterrier, das cenas rodadas no Brasil.

Em 2001, recebeu o Grande Prêmio Cinema Brasil de Melhor Direção de Arte pelo trabalho em Castelo Rá-Tim-Bum.

Em 2005, estreou na direção ao lado de Paulo Betti com o longa-metragem Cafundó, lançado no Festival de Gramado, e vencedor dos prêmios de melhor ator (Lázaro Ramos), melhor fotografia, melhor direção de arte e o prêmio especial do júri.

Em 2014, foi o profissional audiovisual homenageado pela ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) durante a “Prêmio ABC 2014”. Hector Babenco foi a pessoa a entregar a homenagem à Clóvis Bueno, parceiro em algumas de suas mais importantes produções (como Brincando nos Campos do Senhor, Pixote, O Beijo da Mulher-Aranha e Carandiru).

Filmografia

:: Filmografia como Diretor de Arte ::

2015 :: Através da sombra
2012 :: As aventuras de Agamenon, o repórter, de Victor Lopes
2010 :: High School Musical: O Desafio
2010 :: Lula, o filho do Brasil, de Fábio Barreto
2008 :: O incrível Hulk (The incredible Hulk, de Louis Letterrier. Direção de arte das cenas rodadas no Brasil.
2007 :: O Homem Que Desafiou o Diabo
2007 :: Terra vermelha (Birdwatchers de Marco Bechis
2007 :: Porralokinhas (2007), de Lui Farias
2006 :: O magnata, de Johnny Araujo
2006 :: Os Desafinados
2004 :: A Dona da História
2004 :: Onde Anda Você?
2003 :: Carandiru, de Hector Babenco
2002 :: Lara
2000 :: Castelo Rá-tim-bum, de Cao Hamburger. Em parceria com Vera Hamburger.
1998 :: Kenoma, de Eliane Caffé
1999 :: Orfeu
1998 :: Amor & Cia
1997 :: A ostra e o vento, de Walter Lima Jr.
1995 :: Jenipapo
1995 :: As Meninas
1995 :: O Monge e a Filha do Carrasco
1995 :: Menino Maluquinho – O Filme
1994 :: Lamarca, de Sérgio Rezende
1993 :: Era Uma Vez no Tibet
1991 :: Moças de fino trato, de Paulo Thiago
1989 :: Jorge, um brasileiro
1989 :: Doida Demais
1987 :: Feliz Ano Velho
1986 :: A cor do seu destino
1985 :: O Beijo da Mulher Aranha
1984 :: Águia na Cabeça
1982 :: Os Três Palhaços e o Menino
1981 :: Pixote, a Lei do Mais Fraco
1981 :: Fruto do Amor
1981 :: O Seqüestro
1981 :: O Torturador
1981 :: Viagem ao Céu da Boca
1978 :: O Escolhido de Iemanjá
1976 :: O Pai do Povo

:: Filmografia como Cenógrafo ::

2008 :: Os desafinados, de Walter Lima Jr.
2003 :: Carandiru
2002 :: Lara, de Ana Maria Magalhães
1998 :: Kenoma
1997 – A Ostra e o Vento
1995 – Jenipapo
1994 – Lamarca
1992 – Kickboxer 3: The Art of War
1991 – Brincando nos Campos do Senhor
1988 – Jorge, um Brasileiro
1988 :: O Mistério no Colégio Brasil
1986 :: A cor do seu destino, de Jorge Duran. Fez também os figurinos.
1985 – O Beijo da Mulher Aranha
1985 – A Hora da Estrela
1984 :: Floresta de esmeraldas, de John Boorman
1982 – Aventuras de um Paraíba
1982 – Índia, a Filha do Sol
1980 :: Pixote, a lei do mais fraco, de Hector Babenco. Também foi responsável pelo figurino.
1980 :: O fruto do amor, de Milton Alencar
1979 :: O torturador, de Antônio Calmon
1978 :: O Escolhido de Iemanjá
1977 :: O pai do povo, de Jô Soares
1976 :: Luz, cama, ação!, de Cláudio MacDowell

:: Filmografia como Figurinista ::

1987 – Feliz Ano Velho
1985 – The Emerald Forest
1982 – Aventuras de um Paraíba
1982 – Índia, a Filha do Sol
1982 – Os Três Palhaços e o Menino
1981 – Pixote, a Lei do Mais Fraco
1981 – Fruto do Amor
1981 – Viagem ao Céu da Boca
1979 :: O torturador
1968 :: Anuska, manequim e mulher

:: Filmografia como Roteirista ::

2005 – Cafundó
1982 – Os Três Palhaços e o Menino

:: Filmografia como Diretor ::

2005 – Cafundó

:: Filmografia como Ator ::

2004 – A Dona da História

:: Filmografia como Gerente de produção ::

1982 – Mar do Pecado

Bibliografia

Internet:

CLÓVIS BUENO – SITE OFICIAL. http://www.clovisbueno.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

4 comentários sobre “Clóvis Bueno (1940-2015)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.