fbpx

Corfu – Histórias do cais

O Princesa de Corfu é um cargueiro à deriva. Bandeira liberiana e armador grego falido. Fundeado ao largo de um porto brasileiro, a tripulação não sabe o que espera. Nas horas seguintes ao atracamento, 17 filipinos, um Grego, um Italiano e um Alemão terão que se virar, entender o Brasil, os ladrões e as autoridades para conseguir recuperar alguma esperança, voltar para casa.

As tripulações da marinha mercante mudaram de nacionalidade, eram franceses, italianos. Hoje ficar isolado 9 meses no mar, ganhando pouco é só para chineses ou filipinos como Ernesto, Alonso e Alan.

Oficiais são europeus como Joannis, Giácomo ou Gunther, prostitutas são brasileiras ou bolivianas. Clandestinos bem sucedidos são mauritanos ou togoleses, mal sucedidos são comida de tubarão.

Este filme “multiplot” é sobre pessoas que vão longe sem ir a lugar nenhum, alegres, unidos pelo mar, pelo porto, pela solidão e pela humanidade

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.