fbpx

Cuberos Neto

Biografia

Francisco Cuberos, em arte conhecido como Cuberos Neto, é um ator brasileiro nascido em São Paulo (SP) no dia 18 de fevereiro de 1924.

Desde criança interessa-se pela carreira artística, mas sua vida acaba tomando outros rumos, e se estabelece como comerciante, proprietário de uma loja de calçados no bairro do Brás, embora sempre participe de peças amadoras, apresentando-se em escolas e clubes. Em 1959, já com a vida estabilizada, resolveu se inscrever no curso de arte dramática promovido pelo Teatro Arena, tendo como professores artistas consagrados como Décio de Almeida Prado e Sady Cabral.

Em 1960, fez sua estreia como profissional, na peça Nega de Maloca, no Teatro Oficina, e depois Companhia Nydia Lícia, em Oração para uma Negra, no Rio de Janeiro, e, de volta a São Paulo, pelo TBC nas peças A Semente e A Escada. Com Waldir Kopesky e Ailson Braz Corrêa, fundou o Laboratório de Ensaios, no qual produziu e dirigiu peças como Mundo Pedra, Pedra Mundo e Como Rola uma Vida. Em 1961, participou de um episódio da série O Vigilante Rodoviário.

Em 1969, fez sua estreia na televisão, na novela Sangue do meu Sangue, seguindo-se de Os Fidalgos da Casa Mourisca (1972), Vitória Bonelli (1973), O Barba Azul (1974), Ovelha Negra (1975), A Viagem (1975), Gaivotas (1979), Um Homem muito Especial (1980), Vento do Mar Aberto (1981), Seu Quequé (1982) e Música ao Longe (1982).

No cinema, atuou em Ainda Agarro esse Machão (1975) e Sol Vermelho (1982), etc. Em 2003, retornou ao cinema, 20 anos depois, para participar do curta-metragem O Santo Salvador e o Demônio.

Filmografia

1967 – O Vigilante em Missão Secreta
1970 – Amemo Nus (inacabado)
1975 – Ainda Agarro esse Machão
1976 – O Sexualista
1977 – Antonio Conselheiro e a Guerra dos Pelados
1977 :: O Mártir da Independência
1979 :: Os Três Boiadeiros
1979 :: No Tempo dos Trogloditas (Quando as Mulheres Tinham Rabo)
1980 :: Gaijin, os Caminhos da Liberdade
1980 :: A Virgem e o Bem-Dotado
1981 – E a Vaca Foi para o Brejo
1982 – Sol Vermelho; As Vigaristas do Sexo
1983 – Arapuca do Sexo
1984 – A Luta pelo Sexo
1985 – A Rifa (CM)
2003 – O Santo Salvador e o Demônio (CM)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. . Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.