fbpx

Dias de Nietzsche em Turim (2002)

Sinopse

A recriação do período entre abril de 1888 e janeiro de 1889, em que o filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900) viveu na cidade de Turim, na Itália. Foi lá que Nietzsche escreveu alguns de seus textos mais conhecidos, como Ecce Homo, Crepúsculo dos Ídolos e Os Ditirambos e entregou-se totalmente às suas próprias idéias, envolvendo-se com a arte, a ciência e sua própria vida.

O filósofo alemão, Friedrich Nietzsche, que em Turim se impregnou a arte respirada pela cidade e questionou a relação com seu grande amigo Richar Wagner, conseguiu momentos de felicidade, apesar da agonia que pesava sobre sua existência.

Nietzche compôs cerca de oitenta peças musicais. Seis delas estão no filme. E o músico gaúcho, Ronel Albert Rosa, gravou todas as composições do Nietzsche com uma orquestra.

No final do filme, há imagens do próprio Nietzsche, no fim da vida. Na verdade, são fotos animadas, vieram do Arquivo de Weimar, na Alemanha. Filmadas cerca de nove ou dez fotos em tecnologia digital e kinescopadas para pulverizar a imagem.

Considerado uma fábula cinematográfica, Dias de Nietzsche em Turim, do diretor Julio Bressane, foi filmado entre 1995 e 2000, reflete o momento intelectual do filósofo alemão, em sua estada em Turim.

Dias de Nietzsche em Turim participou de diversos festivais nacionais e internacionais dentre eles: Festival de Frankfurt 2002; Festival de Roterdã 2002; Festival de Veneza 2001; Festival do Rio BR; Festival Internacional de SP 2001 e Festival de Brasília 2001, no qual recebeu o prêmio de Melhor Roteiro. No Festival de Veneza, o filme recebeu o Prêmio Bastone Bianco, concedido pela crítica italiana. Bressane foi o primeiro brasileiro a receber essa premiação, criada pelo cineasta Roberto Rosselini.

Elenco

Fernando Eiras
Paulo José
Tina Novelli
Mariana Ximenes
Leandra Leal
Paschoal Villaboin
Isabel Themudo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Dias de Nietzsche em Turim que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Julio Bressane
Roteiro: Julio Bressane e Rosa Dias
Produção: Noa Bressane
Música: Ronel Roberto Rosa
Direção de Fotografia: José Tadeu Ribeiro
Desenho de produção: Moa Batsow
Direção de arte: Moa Batsow
Figurino: Daniela Aparecida Gavaldão
Montagem: Virginia Flores
Empresa Produtora: T.B. Produções
Empresa Distribuidora: Riofilme

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

Internet:

CINEMATECA BRASILEIRA. http://www.cinemateca.org.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Dias de Nietzsche em Turim (2002)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.