fbpx

Dick Farney (1921-1987)

Farnésio Dutra e Silva, em arte conhecido como Dick Farney, foi um ator, cantor, compositor e multi-instrumentista brasileiro nascido no Rio de Janeiro (RJ) no dia 14 de novembro de 1921.

Seu pai, Eduardo Dutra e Silva, pianista clássico, pintor e escultor, foi quem lhe ensinou a dedilhar as primeiras notas ao piano. Em 1935, o menino de quatorze anos resolveu trocar a música clássica pelo jazz e formou seu primeiro grupo, o Swing Maníacos, tendo seu irmão Cyleno na bateria, mais tarde um dos maiores galãs do Cinema Brasileiro, Cyll Farney. Nessa época resolveu adotar o nome artístico de Dick Farney. Gravou em acetato um sucesso de Bing Crosby, Deep Purple. Foi até a Rádio Mayrink Veiga e mostrou a César Ladeira, que não acreditou ser aquele um cantor brasileiro.

A carreira deslanchou em 1941, quando passou a integrar a orquestra de Carlos Machado, no Cassino da Urca, e de Ferreira Filho, com a qual fez sua primeira gravação como cantor. Em 1946, veio o primeiro sucesso, Copacabana, seguindo-se inúmeros outros.

Em 1947, conheceu o pianista americano Eddie Duchin, que gosta do seu estilo. Resultado: assinou contrato e ficou mais de ano nos Estados Unidos, trabalhando na NBC. Passou a fazer a ponte Brasil/EUA constantemente, trabalhando em Hollywood e fazendo shows.

Nos EUA, Dick Farney recebeu das mãos de Walt Disney o Troféu Mickey, pelos seus trabalhos para as crianças nos Estúdios Walt Disney, onde atuou cantando, desenhando e fazendo versão no projeto de Zé Carioca, Melody Time e So Dear To My Heart. Gravou também a musica tema do desenho animado Branca de Neve e Noite de Meu Bem (Dolores Duran).

Estreou no cinema brasileiro em 1950 no filme Somos Dois.

Já no final da década de 1950, foi contratado pela TV Record de São Paulo. Nas inúmeras pontes aéreas conhece e se apaixonou pela aeromoça Zean, sua terceira mulher, com quem viveu 28 anos, em São Paulo, cidade que adotou, após com ela se casar.

Seu estilo inconfundível e grande sensibilidade musical fizeram de Dick Farney um dos maiores cantores da MPB, sendo respeitado no Brasil e no Exterior.

Faleceu em São Paulo no dia 04 de agosto de 1987, aos 66 anos de idade, vítima de edema pulmonar.

Filmografia

1959 :: Aí Vem a Alegria
1954 :: Malandros em Quarta Dimensão
1953 :: Perdidos de Amor
1952 :: Carnaval Atlântida
1950 :: Um Beijo Roubado (Noites de Copacabana)
1950 :: Somos Dois

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Dick Farney. Disponível no endereço: https://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/dick-farney/
JORNAL DO BRASIL. Dick Farney, 100 anos: precursor da bossa nova foi erudito e popular. Disponível no endereço: https://www.jb.com.br/cadernob/2021/11/1034053-dick-farney-100-anos-precursor-da-bossa-nova-foi-erudito-e-popular.html. Acesso em: 14 nov. 2021.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.