fbpx

Djin Sganzerla

Djin Sganzerla é uma atriz e produtora cultural brasileira nascida na cidade do Rio de Janeiro no dia 27 de fevereiro de 1977. Tem sangue artístico nas veias, e melhor, sangue do bom: é filha do cineasta Rogério Sganzerla e da atriz e cineasta Helena Ignez, dois nomes de ponta do moderno cinema brasileiro.

Estudou teatro com Regina Miranda, no Rio de Janeiro, e trabalhou, por um ano, com o diretor Antônio Abujamra, no grupo Os Fodidos Privilegiados, estreando na peça O Que É Bom em Segredo É Melhor em Público, com textos de Nelson Rodrigues, em 1996. Em seguida, transfere-se para São Paulo, onde frequenta o CPT – Centro de Pesquisas Teatrais, sob o comando de Antunes Filho. Mas deixa o grupo para seguir com sua mãe para uma temporada do espetáculo Cabaret Rimbaud – Uma Temporada no Inferno, baseado na obra de Arthur Rimbaud, na Espanha, em 1998.

Entre 2001 e 2003, realiza uma viagem de aprimoramento para Londres, onde se aprofundou em Meisner Technique, técnica de interpretação para teatro e cinema com o americano Scott Williams, além de diversos cursos na área acompanhados de aulas de dança e canto.

Atualmente, dirige ao lado de André Guerreiro Lopes o espetáculo O Estranho Familiar, livremente inspirado no conto O Espelho, de Guimarães Rosa, e ensaia o seu primeiro solo, O Belo Crepuscular, baseado nos poemas da escritora americana Sylvia Path, com texto de Gabriela Mellão.

No cinema, atua em mais de dez longas-metragens e recebeu os prêmios APCA Melhor Atriz de Cinema de 2008 (Associação Paulista de Críticos de Arte); Melhor Atriz no 12º Festival de Cinema Luso Brasileiro em Portugal; Melhor Atriz no 18º Festival de Cinema de Natal e Melhor Atriz Coadjuvante no 39º Festival de Cinema de Brasília. Em 2011, lançou os filmes O Gerente, de Paulo Cesar Saraceni; As Doze Estrelas, de Luiz Alberto Pereira; Luz nas Trevas – A volta do Bandido da Luz Vermelha e Canção de Baal, ambos de Helena Ignez.

:: Filmografia como Atriz ::

2021 :: Capitu e o Capítulo
2020 :: Mulher Oceano
2017 :: A Moça do calendário
2013 :: Poder dos afetos
2011 :: O Gerente de Paulo Cesar Saraceni
2010 :: Meu Mundo em Perigo de José Eduardo Belmonte
2010 :: Luz nas Trevas – A volta do Bandido da Luz Vermelha
2010 :: As Doze Estrelas
2009 :: Canção de Baal de Helena Ignez, lançamento 2009. Prêmio Ano Unno, Festival Il Mille Occhi em Trieste, Itália, setembro de 2009.
2009 :: Um Lobisomem na Amazônia de Ivan Cardoso, Diler Produções. Seleção oficial 23 ° Torino Film Festival, Itália.
2008 :: Falsa Loura
2007 :: Meu nome é Dindi
2007 :: Conceição- Autor Bom é Autor Morto de Daniel Caetano. Melhor Longa Metragem – Júri Popular CINEESQUEMANOVO – Festival de Cinema de Porto Alegre, 2007.
2005 :: O Signo do Caos
2003 :: Psychic Show de Alice B.(Video-Arte para a exposição Jean Cocteau “Sobre o Fio do Século” – Georges Pompidou museum, Paris 2003, Europa e EUA 2004).
2003 :: The Sleep In, de Billy Payne (Fresh Paint Pictures, Londres 2003).
1999 :: São Jerônimo

:: Filmografia como Roteirista ::

2020 :: Mulher Oceano

:: Filmografia como Produtora ::

2020 :: Mulher Oceano

Melhor Atriz no 12o Festival de Cinema Luso-Brasileiro de Santa Maria da Feira – Portugal, em 2008, pelo filme Meu Nome é Dindi.

Melhor Atriz pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), em 2008, pelo filme Meu Nome é Dindi.

Melhor Atriz no 18o Festival de Cinema de Natal, em 2008, pelo filme Meu Nome é Dindi.

Melhor Atriz Coadjuvante no 39o Festival de Cinema de Brasília pelo filme Falsa Loura.

Fontes de Referência

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Djin Sganzerla. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/djin-sganzerla/.

TEATROPEDIA. Disponível no endereço: http://www.teatropedia.com/wiki/Djin_Sganzerla. Acesso em: 16 de novembro de 2016.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Djin Sganzerla

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.