fbpx

Do Amor Ninguém Foge (2021)

Imersão em uma das unidades do sistema APAC (Associação de Proteção e Assistência aos Condenados), criado no Brasil e exportado para 23 países. Os Irmãos Ahimsa passaram mais de 30 dias dormindo dentro do presídio localizado na cidade de São João del-Rei, Minas Gerais, para promover um mergulho cinematográfico no ser humano encarcerado, trazendo luz às discussões sobre o sistema prisional atual e questionamentos sobre liberdade e o poder regenerativo do amor.

Dirigido pelos Irmãos Ahimsa e produzido pela Café Royal, Do Amor Ninguém Foge foi realizado em coprodução com a produtora portuguesa BRO Cinema.

Elenco

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Do Amor Ninguém Foge (2021) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Julio Ahimsa e Daniel Hey Ahimsa
Empresa Produtora: Café Royal
Empresa Coprodutora: BRO Cinema

Brasil | Documentário | cor | min. |

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Do Amor Ninguém Foge. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/do-amor-ninguem-foge/
SACRAMENTO, João P.. “Do Amor Ninguém Foge”: Documentário filmado na APAC de São João del-Rei ganha estreia internacional na Suíça. Disponível no endereço: https://www.maisvertentes.com.br/noticia/2640/qdo-amor-ninguem-fogeq-documentario-filmado-na-apac-de-sao-joao-del-rei-ganha-estreia-internacional-na-suica. Acesso em: 16 abr. 2021.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.