fbpx

E o Espetáculo Continua (1959)

Sinopse

Jeanette, a pretensiosa estrela da Companhia de Revista de Giovanni, recusa mais uma vez o convite de Luis, para participar de um espetáculo que ele pretende montar. Habituada ao luxo, a estrela exige muito dinheiro, o que o jovem empresário não está em condições de dar, mas para não desanimar seus companheiros, este diz que Jeanette já está contratada. Assim, vão eles para casa, a residência da velha milionária Dona Prudência, que os acolhe há mais de seis meses, apesar e não fornecer os aluguéis de quase três meses. Como recurso extremo, resolvem explorar a velha, lançando mão de Nonhô, integrante do grupo, por quem a velha tem um predileção especial. Através de uma cartomante, convencem a velha a financiar uma companhia teatral. Quando tudo parecia caminhar para um final feliz, a velha percebe que suas jóias haviam sido roubadas e culpa os rapazes, mas ao final tudo se esclarece e o espetáculo finalmente é realizado.

Elenco

Cyll Farney …. Luís
Eliana …. Celinha
John Herbert …. Renato
Zezé Macedo …. Prudência
Dóris Monteiro …. Lília
Augusto Cézar …. Biriba
Pituca …. Nhonhô
Ítalo Rossi …. Quincas
Costa, Celeneh (Jeanette)
Couto, Glauro
Rodrigues, Benito (Porteiro)
Viola, César (Berloque)
Pelegrini, Rafael (Giovanni)
Martini, Tito (Espectador)
Kaps, Nelson (Funcionário)
Couto, Glauco (Investigador)
Costa, César (Rodrigues, Benito)
Eloina (Corista)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de E o Espetáculo Continua (1959) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Cajado Filho
Argumento: José Cajado Filho
Roteiro: José Cajado Filho
Assistência de direção: Cherques, Sanin
Produção: Martinelli, Guido; Manga, Carlos
Coreografia: Franklin, Johnny; Delff, Henrique
Câmera: Gonçalves, Antonio
Cinegrafista: Sermet, Ozen; Araújo, José Assis
Animação: Lester, Arlete
Maquinista: Carias, Paulo
Direção de som: Noya, Waldemar
Sonografia: Viana, Aloísio
Assistente de som: Gomes, Antonio
Operador de microfone: Eurides, Paulo
Cenografia: José Cajado Filho
Assistencia de cenografia: Macedo, Wilson Monteiro Benedito; Silva, Vinícius
Empresa Produtora: Atlântida Empresa Cinematográfica do Brasil S.A.
Companhia Distribuidora: U.C.B. – União Cinematográfica Brasileira S.A.

Prêmios

Melhor Atriz para Macedo, Eliana no Festival de Curitiba, 2, 1959, PR.

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CENS/I

Fontes consultadas:
FCB/FF

Livros:

. . : , .

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. E o Espetáculo Continua. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/e-o-espetaculo-continua/

Observações:
Festival de Curitiba: Festival de Cinema de Curitiba

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “E o Espetáculo Continua (1959)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.