fbpx

Eletrodoméstica (2005)

Sinopse

“Eu queria morar em Beverly Hills numa mansão de um milhão e quinhentos mil / Ter limousine, piscina e telefone celular / Limpar a bunda com dolar e arrotar caviar / Eu queria ser amigo de Kelly, Brandon, Brenda e Donna / Ser vizinho da Daryl Hanna pra brechar sua bundona / Lá não tem mercado público no Largo da Encruzilhada / Nem o sol de quarenta graus na Boa Vista engarrafada / Lá não tem Parque 13 de Maio repleto de desocupados / Nem cidade monumento cheia de hippie nojento.”

É com os versos acima, da irreverente banda recifense Paulo Francis Vai Pro Céu, que enceta o curta metragem Eletrodoméstica, pequena obra do crítico de cinema (Cinemascópio e Jornal do Comércio) e cineasta Kleber Mendonça Filho. Só pela trilha sonora original, já valeria a pena vê-lo. Mas o filme vai além. É criativo, reflexivo e muito divertido. Trata-se de uma ótima crônica passada nos anos 90, sobre a rotina de uma dona de casa do bairro de Setúbal, no Recife, às voltas com dezenas de controles remotos, máquinas e filhos.

Eletrodoméstica é um filme de Kleber Mendonça Filho e tem no elenco Magdales Alves, Gabriela Souza, Pedro Bandeira.

Elenco

Magdales Alves
Gabriela Souza
Pedro Bandeira

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Eletrodoméstica (2005) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Kleber Mendonça Filho
Produção: Jean Manzon

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. ///

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.