fbpx

Eliezer de Almeida

Biografia

Eliezer de Almeida é um ator brasileiro nascido em Vitória (ES).

Em 1980, participou ativamente do movimento teatral capixaba do núcleo de artes cênicas da SCAV, sob a coordenação do diretor Luis Tadeu Teixeira, com profissionais como o professor e diretor Lauro Góes e artistas do cenário teatral brasileiro do quilate de Paulo Autran, Silvia Orthof, etc.

No Teatro Experimental Capixaba participou dos espetáculos Eu Sou Vida eu não Sou Morte, O Riso, Mitologia, etc. Descoberto pela companhia teatral suíça Sunil Ensemble, vivencia a antropologia teatral nos espetáculos Isolle Pellegrine, Rituale e Diloghicol Sonno, sob a direção de Finzi Pasca. Em São Paulo, atuou na preparação corporal do elenco de A Revolução Francesa, sob a coordenação de Zebba Dai Farr, e como ator assistente no Teatro Oficina, em Mutação de Apoteose, de José Celso Martinez Corrêa. Dirigiu as peças Que História é Essa?, Vitor Vitrola, Estação Treblinka Garden, etc.

Estreou no cinema em 1994, no filme Lamarca, de Sérgio Rezende, no papel de Zequinha, interpretação que lhe rende o prêmio de melhor ator coadjuvante pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

Na televisão, participou das novelas Pantanal, pela TV Manchete, Explode Coração e O Rei do Gado, pela TV Globo.

Ministra oficina de teatro em circunstâncias terapêuticas, no CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial), da PMV–ES, fazendo workshops sobre interpretação teatral por todo o Brasil, além de desenvolver trabalho de pesquisa em antropologia teatral.

Filmografia

1992 – Vagas para Moças de Fino Trato
1994 – Lamarca
1997 – Guerra de Canudos
1998 – Fica Comigo
2009 – Esta Noite Tem Peleja (CM) (animação-voz)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.