fbpx

Entrei de Gaiato (1960)

Januário é um vigarista que, com ajuda de seus amigos igualmente trapaceiros, se hospeda no requintado Hotel Palácio, fazendo-se passar por um rico fazendeiro de cacau a fim de roubar e enganar turistas.

Ananásia é uma viúva que também se torna hóspede do mesmo hotel, com quase o mesmo plano: fingir ser milionária para conseguir casar com algum “velho” endinheirado. De imediato, Januário e Ananásia começam a namorar. No entanto, as mentiras sobre suas riquezas os fazem alvos de ladrões internacionais de jóias que estavam entre os hóspedes.

Filme dirigido por J.B. Tanko.

Elenco

Zé Trindade …. Januário Joboatão
Dercy Gonçalves …. Ananásia da Emancipação
Costinha …. Bolota
Roberto Duval …. Dr. Marc
Marina Marcel …. Anabela
Evelyn Rios …. Elisa
Hamilton Ferreira …. Detetive Lucas
Procopinho
Luiz Carlos …. Fred
Milton Carneiro …. Eunuco
Francisco Anísio
Ferreira, Ventura
Mazzei, Luiz
Sequeira, Walter
Mendez
Grijó Sobrinho
Rosa, Aracy
Lex, Yara
Chiquinho
Rocha, Agnaldo
Carvalho, Rodolfo
Rosa, Joel da
Aparecida, Maria

Participação especial:
Grande Otelo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Entrei de Gaiato (1960) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: J.B. Tanko
Argumento: J.B. Tanko e Francisco Anísio
Roteiro: J.B. Tanko e Francisco Anísio
Produção: Herbert Richers, Arnaldo Zonari e J.B. Tanko
Assistência de direção: Silva, José
Coreografia: Carijó, Edmundo
Direção de produção: Lopes, Murilo
Assistência de produção: Raimundo Higino
Direção de fotografia: Amleto Daissé
Câmera: Rosa, José
Assistência de câmera: Vicente, José
Chefe eletricista: Alves, Oswaldo
Maquinista: Figueiredo, José
Direção de som: Ribeiro, Nelson; Tavares, José
Operador de microfone: Costa, Gentil
Montagem: Rafael Justo Valverde
Assistente de montagem: Erita, Lucia
Roteiro de montagem: Rafael Justo Valverde
Cenografia: Eckart Neto, Antonio
Contra-regra/acessórios de cenografia: Nascimento, Ademir
Maquiagem: Rzepecki, Eric
Assistência de maquiagem: Castelli, Pedro E.
Música: Remo Usai
Empresa Produtora: Produções Cinematográficas Herbert Richers S.A.
Empresas Distribuidoras: Distribuidora de Filmes Sino Ltda. | Fama Filmes

Dados adicionais de música
Instrumentista: Carijó, Edmundo;

Instrumentista: Elita, Telma

Canção
Título: Carnaval na lua;
Autor da canção: Barro, João de;
Intérprete: Costa, Aracy;

Título: Maria Brasília;
Autor da canção: Kelly, João Roberto; Saccomani, José e Oliveira, Marly de;
Intérprete: Blecaute;

Título: Cachopa;
Autor da canção: Oliveira, Augusto de e Correa, Magdalena;
Intérprete: Galhardo, Carlos;

Título: Castigo;
Autor da canção: Duran, Dolores;
Intérprete: Dercy Gonçalves;

Título: Meio mundo;
Autor da canção: Lopes, Dora; Piedade, J. e Mascarenhas, J.;
Intérprete: Batista, Dircinha;

Título: Menina direitinha;
Autor da canção: Rutinaldo; Brasinha e Amer, Vicente;
Intérprete: Borba, Emilinha;

Título: Tem caroço no angu;
Autor da canção: Montenegro, Artur; Lopes, Otolindo e Araújo, Renato;
Intérprete: Barros, Gilda de e Raul de Barros e sua orquestra;

Título: Umbigo de vedete;
Autor da canção: Caldas, Klecius e Cavalcanti, Armando;
Intérprete: Grande Otelo;

Título: Vai que é mole;
Autor da canção: Lobo, Haroldo e Oliveira, Milton de;
Intérprete: Batista, Linda;

Título: Me dá um dinheiro aí;
Autor da canção: Homero; Ivan e Glauco;
Intérprete: Moacyr Franco;

Título: Caixinha de bom parecer;
Autor da canção: Souza, Arildo de;
Intérprete: Trio Irakitan;

Título: Cobra que não anda;
Autor da canção: Levita, Walter e Trindade, Zé
Intérprete: Zé Trindade;

Título: Canção oriental;
Intérprete: Lex, Yara;

Título: Marabá
Intérprete: Irani de Oliveira e seu Conjunto

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Filmes Brasileiros: longa-metragem. São Paulo, Ed. do Autor, 2002.

Internet:

CINEMATECA BRASILEIRA. http://www.cinemateca.org.br/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Entrei de Gaiato. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/entrei-de-gaiato/

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
SA/EMP
FCB/FF
CENS/I
Certificado de Censura Federal

Fontes consultadas:
ACPJ/I
ALSN/DFB-LM

Observações:
Distribuido pela Fama Filmes em São Paulo.
ACPJ/I chama na ficha técnica Murilo Lopes de gerente de produção e classifica Alexandre Horvath de cenógrafo e acrescenta no elenco Jaime Ferreira, Marta Lamour e Edmundo Carijó. Em números musicais informa Joel de Almeida cantando Linda brincadeira e Orquestra Raul de Barros com Entrei de gaiato. O cantor Blecaute também aparece com a grafia Black Out.
Chico Anysio aparece grafado como Francisco Anísio.
ALSN/DFB-LM afirma que o roteiro é de autoria de J.B. Tanko e Francisco Anísio.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

4 comentários sobre “Entrei de Gaiato (1960)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.