fbpx

Esse Milhão é meu! (1958)

Sinopse

Filismino é um funcionário público exemplar. Mas, o que ganha mal dá pra viver. E ainda tem que aturar o mau-humor da mulher. Um inferno a dois, ou a três, já que a sogra também não lhe dá sossego. Um dia, Filismino tira a sorte grande. É premiado com 1 milhão de cruzeiros por sua assiduidade ao trabalho. Tanto dinheiro no bolso, Filismino enlouquece, envolve-se com uma cantora de boate, é acusado de crime que não cometeu, e tem a sobrinha seqüestrada pelo vilão.

Elenco

Oscarito (Felismino Tinoco)
Zezé Macedo (Augusta)
Sonia Mamede (Arlete)
Miriam Teresa (Sueli)
Pedro Farah
Altamiro Carrilho
Renée Brown
Derek Wheatley
Armando Nascimento
Ribeiro Fortes
Augusto Cesar Vanucci (Juscelino)
Afonso Stuart (Janjão)
Margot Louro (Gertrudes)
Carlos Francisco (Sílvio)
Agildo Ribeiro

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Esse Milhão é meu! que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Carlos Manga
Roteiro: José Cajado Filho
Produção: Guido Martinelli
Direção de Fotografia:
Direção de Produção:
Montagem:
Direção de Arte:
Figurino:
Música:
Edição de Som:
Artes Gráficas:
Empresa Produtora: Atlântida Cinematográfica
Distribuidora:

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

RAMOS, Fernão Pessoa (org.). História do cinema brasileiro. São Paulo: Art Editora, 1981.

_________; MIRANDA, Luiz Felipe A. de. (Org.). Enciclopédia do cinema brasileiro. São Paulo: Senac São Paulo, 2000.

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Filmes Brasileiros: longa-metragem. São Paulo, Ed. do Autor, 2002.

MARINHO, Flávio. Oscarito: o Riso e o Siso. Rio de Janeiro: Record, 2007.

MEIRELLES, William Reis. Parodia e Chanchada: imagens do Brasil na cultura das classes populares. Londrina: EDUEL, 2005.

Jornais e Periódicos:

Jornal Diário Mercantil
Jornal do Brasil
Jornal do Comércio
Jornal O Globo

Sites na Internet:

http://www.ancine.gov.br/ – Agência Nacional do Cinema – Brasil
http://www.cinemateca.org.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil
http://www.cinemabrasileiro.net – Cinema Brasileiro – Brasil
http://www.cinemateca.gov.br – Cinemateca Brasileira – Brasil
http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br – História do Cinema Brasileiro – Brasil

Instituições Consultadas:

Arquivo da Cinemateca Brasileira
Arquivo Histórico da Universidade Federal de Juiz de Fora
Biblioteca da Universidade Federal de Juiz de Fora
Biblioteca da Universidade Salgado de Oliveira de Juiz de Fora

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Esse Milhão é meu! (1958)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.