fbpx

Este Mundo é um Pandeiro (1947)

Sinopse

POSTER Este mundo e um pandeiroEsposa pede ao marido farrista para ficar em casa, pois devem chegar seus pais, que não o conhecem, nem mesmo de fotografia. Mas o marido escapa e vai a uma boate onde encontra Oscarito, que tem um acesso de riso ao ouvir o nome dele (Cornélio lhe lembra corno). Da atitude de Oscarito resulta uma briga, durante a qual ele perde a memória. Ao sair da boate, Cornélio apanha, por engano, o paletó de Oscarito. Assim, quando o amnésico, que ficou com o paletó de Cornélio, sai do hospital todo enfaixado, os enfermeiros o levam para a casa da esposa de Cornélio, que o recebe como seu marido (está todo enfaixado) e que os pais aceitam como genro. Mas a criada, no dia seguinte, descobre que o marido não é o marido e a esposa, embora aflita, resolve manter a situação por causa dos pais. Cornélio tenta voltar para casa. A criada não o deixa entrar. De fora ele vê a esposa tratar Oscarito como se fosse o marido e os pais da esposa o mandam prender como impostor. Assim que os pais viajam, a esposa expulsa Oscarito que vai se apresentar a um clube de boxe, pois sendo a briga a única coisa de que se lembra, pensa ser lutador e espera que poderão identificá-lo. Os empresários pensam que se trata de um débil mental e aproveitam a situação para escalá-lo contra um temível lutador contra quem ninguém quer lutar. Amigos de Oscarito ficam sabendo da situação pelos jornais e tentam salvá-lo. Mas a luta se dá e o ‘estilo’ de Oscarito desorienta o adversário. Oscarito vence e ganha muito dinheiro. Por ocasião de um espetáculo no Teatro Municipal, Oscarito e Cornélio encontram-se e este quer se vingar. Mas, graças à intevenção da esposa que explica a situação, tudo acaba bem.

Elenco

Oscarito …. Falso marido
Humberto Catalano …. Cornélio, o marido
Latour, Olga (Esposa de Cornélio)
Marion
Ruschel, Alberto
Fronzi, Cesar (Sogro)
Fronzi, Yolanda (Sogra)
Grande Otelo
José Vasconcelos

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Este Mundo é um Pandeiro (1947) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Watson Macedo
Argumento: Watson Macedo e Soveral, Hélio do
Direção de fotografia: Brasil, Edgar
Direção de som: Coutinho, Jorge
Montagem: Noya, Waldemar e Watson Macedo
Direção musical: Panicalli, Lirio
Companhia Produtora: Atlântida Empresa Cinematográfica do Brasil S.A.
Companhia Distribuidora: Atlântida Empresa Cinematográfica do Brasil S.A.

Canção
Título: Casado não pode;
Autor da canção: Nogueira, Alcebíades e Silva, Rutinaldo;
Conjunto e banda: Os Namorados da Lua;

Título: Escandalosa;
Autor da canção: Esteves, Djalma e Silva, Moacir;
Intérprete: Borba, Emilinha;

Título: Malagueña;
Autor da canção: Rio, Manuel del;
Conjunto e banda: Quitandinha Serenaders;

Título: Eu quero é rosetar;
Autor da canção: Lobo, Haroldo;
Intérprete: Nelson, Bob;

Título: Placa de bronze;
Autor da canção: Costa, J. e Mutt;
Intérprete: Marion;

Título: Que mentira, que lorota boa;
Autor da canção: Gonzaga, Luiz;
Intérprete: Gonzaga, Luiz;

Título: Quindins de Iaiá, Os
Autor da canção: Barroso, Ari
Intérprete: Correia, Horacina;

Intérprete: Bonfá, Luiz; Brown, Carmen; Gonçalves, Nelson; Gringo do Pandeiro; Reis, Rui e Monteiro, Ciro

Conjunto e banda: Joel e Gaúcho e Alvarenga e Ranchinho

Bibliografia

Fontes utilizadas:
JCB/Chan
JIMS/OESP II
SA/EMP
CENS/DOU

Fontes consultadas:
MB/MFCA
ALSN/DFB-LM
ACPJ/I
AV/ICB
JN/Imigrantes – Espanhóis II
FCB/FF
JRT/MPTC
CS/FF

Observações:
FCB/FF comenta: “Oscarito imita Gilda ( no filme). Sucesso comentado até em Hollywood.”
MB/MFCA coloca envolvido na produção do filme sem maiores especificações.
ACPJ/I indica na ficha técnica assistência de direção de ; cenografia de e coreografia de . No elenco acrescenta ; ; ; ; e . Entre as músicas: , , , e .
ALSN/DFB-LM inclui as músicas de e , que já tinha sido apresentada em ; , de e e com ( para ACPJ/I). A distribuição seria da U.C.B. – União Cinematográfica Brasileira> S.A..

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.