fbpx

Estórias de Trancoso (2007)

Romance adolescente ambientado na década de 80, na pequena e isolada comunidade de pesadores de Trancoso, no litoral sul da Bahia. Dois casais de nativos estão na fase de transição entre infância e juventude e vivem uma inesperada transformação de seus valores, devido aos vícios e benefícios da civilização urbana que está a chegar. Realizado com atores não profissionais selecionados entre os habitantes de Trancoso, é um filme de ficção, mas que retrata com fidelidade um período da história e o encontro de diferentes culturas

Elenco

Ferreira, Maria (Rosinha)
Santos, Cleide (Rosinha)
Bomfim, Sara (Rosinha)
Souza, Franciane (Dea)
Martins, Catiana (Dea)
Bomfim, Daco (Nezinho)
Cabral, Cristiano (Tonzé)
Souza, Nefi Tales de (Tonzé)
Santos, Claudio dos (Tonzé)
Oliveira, Baba Lopes de (pais)
Guerra, Demar (pais)
Menezes, Dica (pais)
Vieira, José Barreto (pais)
Gurgel, Teresinha (pais)
Barreto, Zilda Alves (pais)
Ribeiro, João Batista (índio Tigê)
Participação especial:
Guido, Gilmar
Penna, Hermano
Lombardi, Rodrigo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Estórias de Trancoso (2007) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Augusto Sevá
Roteiro: Augusto Sevá
Assistência de direção: Lunardo, Janice de; Flier, Tamara
Produção executiva: Loschiavo, Mário Sérgio
Assistência de produção: Velloso, Maria Ady; Anunciação, Adelino Aragão; Lemos, Stael Limões; Barreto, Cabloca Alves; Fajardo, Fernanda Tavares; Oliveira, Xande
Direção de produção: Loschiavo, Mário Sérgio; Vecchio, Caio; Fontes, Cristina
Direção de fotografia: Augusto Sevá e Cláudio Portioli
Câmera: Augusto Sevá
Assistência de câmera: Burtin, Fábio
Iluminação: Cláudio Portioli
Eletricista: Baldin, Angelo
Assistente de eletrecista: Unternährer, Alfonso
Maquinista: Baldin, Angelo
Auxiliar de maquinista: Unternährer, Alfonso
Figurinos: Brêta, Maíra
Cenografia: Vieira, Manoel Conceição
Som direto: Barroso, Chico
Assistente de som: Tavani, Thiago Calenda di
Mixagem: José Luiz Sasso
Música de: Schubert, Franz; Chopin, Frederic
Música: Estudo Opus 25; Improviso Opus 90
Música original: Marcondes, Caito
Produção musical: Propato, Monica
Companhia Produtora: Albatroz Cinematográfica Ltda.
Companhia(s) co-produtora(s): Quanta Centro de Produções Cinematográficas; Cinema Copiagens e Revelações Cinematográficas; Raiz Produções Cinematográficas; MS 39 Produções Ltda.
Companhia Produtora Associada: Olhar Imaginário

Financiamento/patrocínio: Petrobras; Governo Federal; Lei de Incentivo à Cultura; Lei do Audiovisual; Ancine

Brasil | Ficção | cor | 35mm | 119 min. | 2.785m | 24q | Dolby SRD | 1:1’85 | 2007

Dados adicionais de música
Instrumentista: Alencar, Lula – acordeão; Silveira, Mané – flauta; Marcondes, Caito – percussão, teclados e violão; Borges, Tadeu – piano; Marcondes, Micaela – violino; Aflalo, Cris – voz

Canção
Título: De volta pro aconchego;
Autor da canção: Dominguinhos e Cordel, Nando;
Intérprete: Pereira, Janaina;

Título: Forró de Trancoso;
Autor da canção: Vecchio, Caio;
Intérprete: Tribo do Forró;

Título: Estou só;
Autor da canção: Batista, Amado e Sodré, Reginaldo;
Intérprete: Batista, Amado;

Título: Lambada da memória;
Autor da canção: Marcondes, Caito;
Intérprete: Aflado, Cris;

Título: Meus defeitos;
Autor da canção: Greick, Márcio e Colla, Carlos;
Intérprete: Greick, Márcio;

Título: Pode ser eu;
Autor da canção: Pereira, Janaína e Menezes, Potiguara;
Intérprete: Pereira, Janaína;

Título: Que seja;
Autor da canção: Pereira, Janaína e Menezes, Potiguara;
Conjunto e banda: Bicho-de-pé

Título: Sozinho;
Autor da canção: Peninha;
Intérprete: Peninha;

Título: Tô ficando velho;
Autor da canção: Mão Branca, Edigar;
Intérprete: Trio Forrozão

Título: Sinfonia novo mundo
Autor da canção: Dvorak, Antonin

Prêmios

Prêmio Concurso para Desenvolvimento de Roteiros, 1996 da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo.
Prêmio Incentivo à Cultura – LINC, 1996 da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.
Prêmio Concurso para Desenvolvimento de Projeto, 1997 da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.
Prêmio Concurso Nacional de Roteiros, 1997 do Minisério da Cultura

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
MSP/31
CB/Coleção de roteiros, R.1827, currículo da produtora
CB/Coleção de roteiros, R.1959, currículo do produtor
Revista de Cinema, v.7, n.75, abril 2007, p. 6
O Estado de S. Paulo, 19.04.2002, caderno 2, p. 4

Livros:

Internet:

CARNEIRO, Gabriel. Uma cartografia de Trancoso segundo Augusto Sevá. In: REVISTA PÓS-CRÉDITOS. Disponível no endereço: https://revistaposcreditos.com/cinema-2/uma-cartografia-de-trancoso-segundo-augusto-seva/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Estórias de Trancoso. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/estorias-de-trancoso/

Observações:

Revista de Cinema, v.7, n.75, abril de 2007 comenta que Augusto Sevá trabalhou quase 10 anos no projeto das ESTÓRIAS DE TRANCOSO. O filme só usou atores locais.
O Estado de São Paulo de 19.04.2002 informa que o diretor está em fase de captação de recursos (já havia sido premiado no Concurso de Baixo Orçamento da Secretaria do Audiovisual).
CB/Transcrição de letreiros informa que, nos letreiros iniciais do filme, constam os seguintes dizeres: “Este filme foi realizado com o apoio do Programa de Fomento ao Cinema Paulista, 2003 / Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo / Governo do Estado de São Paulo”.
Esta obra foi incluída no projeto 914BRZ4013 da SAv-Unesco, que promoveu o levantamento de filmes fomentados pela Secretaria do Audiovisual, do Ministério da Cultura.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.