fbpx

Fábio Junqueira (1956-2008)

Biografia

Fábio Junqueira foi um ator e diretor de novelas brasileiro nascido em São Paulo no dia 30 de março de 1956. É pai do ator Caio Junqueira.

O ator fez importantes trabalhos na TV, atuando nas emissoras Globo, Record e Manchete. Na Globo, fez “Mulheres apaixonadas”, “O Quinto dos Infernos”, “O Clone”, “Chiquinha Gonzaga”, “Torre de Babel” e “As Noivas de Copacabana”, entre outras. Na extinta TV Manchete fez “Marquesa de Santos”, como o personagem João Pinto. O último trabalho de Fábio Junqueira na TV foi como o personagem Paulo na novela “A Escrava Isaura”, versão da TV Record, em 2006. Desde então, ele atuava como diretor na área de teledramaturgia do canal, nos estúdios RecNov, em Vargem Grande.

No cinema, seu último trabalho foi o filme Separações (2002), de Domingos Oliveira. Atuou ainda em Jorge, um brasileiro (1988), Nunca fomos tão felizes, Bar esperança e O bom burguês, entre outros.

Faleceu aos 52 anos, no dia 20 de novembro de 2008, na Casa de Saúde São José, no Humaitá, Zona Sul do Rio. O ator lutava contra um câncer no cérebro e estava internado no hospital desde julho de 2008, quando deu entrada na UTI com um edema cerebral.

O corpo do ator foi velado no dia 21 de novembro de 2008 no Cemitério São João Batista, em Botafogo. O enterro aconteceu no mesmo local.

Filmografia

2002 :: Separações …. Diogo
1992 :: Kickboxer 3: The Arts of War …. Brumado
1989 :: Jorge, um Brasileiro …. Fábio
1984 :: Nunca Fomos Tão Felizes …. Policial
1983 :: Bar Esperança
1979 :: O Bom Burguês

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.