fbpx

Festival do Rio 2018

Evento

O Festival do Rio 2018 aconteceu de 01 a 11 de novembro de 2018. Nesta edição, o evento trouxe 84 produções brasileiras dos mais variados temas, de diferentes pontos do país e distribuídos por diversas mostras: 64 longas – incluindo coproduções – e 20 curtas fizeram a festa do público que teve a chance de encontrar e conversar com os maiores talentos do cinema brasileiro em sessões de gala abertas ao público. O filme de encerramento do Festival foi em grande estilo, com exibição de O Grande Circo Místico, de Carlos Diegues.

Na Première Brasil, uma das mostras mais aguardadas e concorridas do Festival do Rio, serão exibidas produções (48 longas e 20 curtas) de diretores estreantes e consagrados. O público escolhe o melhor filme nas categorias ficção, documentário e curta, através do voto popular e um júri oficial elege as demais categorias (abaixo a lista completa).

A mostra competitiva Novos Rumos, que a cada ano conquista o público e se consolida como o espaço de diversas linguagens cinematográficas e novos diretores, exibiu 7 longas e 7 curtas em sua seleção. A Mostra Retratos apresentou 11 longas, com recortes que registram de maneira singular personalidades e temas/assuntos relevantes na história do país.

Nos últimos anos, a Première Brasil ampliou sua grade, abrindo espaço para as mostras Novos Rumos e Retratos. Por conta da diversidade e volume da produção no país, outros filmes brasileiros foram exibidos em mostras do Festival do Rio, como Panorama, Midnight, Première Latina, Expectativa 2018 e clássicos.

Longas restaurados e homenagem a Nelson Pereira dos Santos
O Festival do Rio apresentou 4 grandes clássicos restaurados – filmes que mudaram, de forma incontestável, a percepção do cinema brasileiro no mundo inteiro.

Central do Brasil, de Walter Salles, comemorou 20 anos de sua memorável trajetória, com sua história profundamente arraigada na alma brasileira. Pixote – A Lei do mais Fraco, de Hector Babenco, trouxe de volta uma das obras mais singulares do grande realizador, que estabeleceu um marco no cinema do nosso país. Em cópias restauradas, o público pode rever estas duas duas grandes obras.

O Festival do Rio 2018 homenageou ainda Nelson Pereira dos Santos, um dos nossos maiores cineastas, imortal da Academia Brasileira de Letras, que nos deixou este ano, apresentando as suas duas primeiras obras – RIO 40 GRAUS e RIO ZONA NORTE.

Pelo segundo ano consecutivo, o Festival do Rio conta com o Prêmio Petrobras de Cinema, oferecido pela empresa para a distribuição comercial do melhor filme de ficção da competição da Première Brasil, e melhor filme da mostra Première Brasil Novos Rumos, escolhidos pelos júris oficiais.

Prêmio Petrobras de Cinema

Os valores do Prêmio Petrobras de Cinema, oferecido pela empresa para a distribuição comercial do melhor filme de ficção da competição da Première Brasil, e melhor filme da mostra Première Brasil Novos Rumos, escolhidos pelos júris oficiais são:

– R$ 200 mil para melhor filme de ficção de longa-metragem da Première Brasil
– R$ 100 mil para melhor filme para longa-metragem da Mostra Novos Rumos

O Festival do Rio é realizado através da lei de Incentivo do Ministério da Cultura, patrocínio da PETROBRAS e demais apoiadores e parceiros.

Selecionados

Bibliografia

Internet:

FESTIVAL DO RIO. Disponível no endereço: http://www.festivaldorio.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.