fbpx

Gabriela (1983)

Sinopse

O romance de Gabriela, uma encantadora jovem brasileira e Nacib Saad, o sírio-italiano dono do Bar Vesúvio, começa quando um grupo de imigrantes à procura de trabalho chega à capital do cacau, Ilhéus, na Bahia, e Nacib, o “Árabe”, está desesperado, à procura de uma cozinheira, pois a sua fora embora com o filho que morava em outra cidade, e seu bar, onde toda a cidade pára para beber e saborear uns quitutes, enquanto discutem os mexericos locais e a política, é famoso pelas iguarias que oferece. Nacib se dirige ao mercado local e descobre uma jovem que lhe diz ser ótima cozinheira. Ele a leva para casa, sem desconfiar que a sujeira da estrada esconde uma belíssima mulher. Nacib fica logo extasiado com a beleza da jovem, que cheira à cravo e canela e cozinha como uma Deusa, o que faz logo aumentar os fregueses do Vesúvio. Gabriela é toda inocência e naturalidade, apesar de ser bastarda, ter sido estrupada por um tio em sua infância e ter que andar léguas para conseguir um pouco de comida, e Nacib se torna um escravo de seus encantos, mas com certo pudor já que busca respeitabilidade entre a sociedade local. Nacib procura casar-se com Gabriela livrando-a assim dos homens casados que a cortejam. Mas, ele se engana em dois pontos: como sua amante, nunca ocorreria à Gabriela traí-lo, mas, forçando-a à uma vida convencional de mulher casada, ele a priva de várias de suas qualidades, que a fazem a pessoa única que ela é. Forçada a usar sapatos pela primeira vez na vida, forçada a escutar leituras e palestras maçantes que nem ela nem Nacib entendem, forçada a situações embaraçosas, ela se torna uma presa fácil para o que Nacib mais temia: as investidas amorosas do amigo dele, Tonico, que logo a seduz, ao senti-la infeliz. Devido à isso, Nacib se encontra frente à vontade de matá-la. Entretanto, uma situação nova aparece, todos os homens da cidade querem salvar Gabriela da vingança do “Árabe”. Primeiro eles descobrem que a certidão dela de nascimento é falsa, o que torna o casamento nulo, e segundo, pela primeira vez, na história de Ilhéus, eles prendem um Coronel pelo assassinato da esposa, como um aviso para Nacib.

Elenco

Sônia Braga …. Gabriela
Marcello Mastroianni …. Nacib
Antônio Cantáfora …. Tonico Bastos
Paulo Goulart …. Coronel
Nelson Xavier …. Capitão
Nuno Leal Maia …. Engenheiro
Fernando Ramos …. Tuisca
Nicole Puzzi …. Malvina
Tânia Bôscoli …. Glória
Jofre Soares
Paulo Pilla …. Principe
Cláudia Gimenez …. Dona Olga
Ricardo Petraglia …. Professor Josué
Antônio Pedro …. Doutor
Ivan Mesquita …. Coronel Melk
Zeni Pereira …. Dona Arminda
Flávio Galvão …. Mundinho
Miriam Pires …. Mãe de Malvina
Iris Nascimento …. Empregada da Malvina
Maurício do Valle …. Capitão
Lutero Luiz …. Capitão

Ator Convidado:
Coronel Ramiro

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Gabriela (1983) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Bruno Barreto
Roteiro: Bruno Barreto e Leopoldo Serran
Estória Baseada no romance Gabriela, Cravo e Canela, de Jorge Amado
Produção: Nebenzal, Harold; Moussa, Ibraim
Produtor associado: Ferraz, Hélio Paulo
Direção de Fotografia: Carlo Di Palma
Câmera: Maximo
Direção de som: Laureaux, Jean Claude
Montagem: Castro, Emanuelle de
Direção de Arte: Hélio Eichbauer
Figurinos: Hélio Eichbauer
Títulos de apresentação: Steen, Ricardo Van; Carvalho, Ucho de
Música original: CBS
Companhias Produtoras: Sultana Corporation | Metro | UIP – United International Pictures
Companhia Distribuidora: UIP – Unidet International Pictures

Dados adicionais de música
Música de: Jobim, Antônio Carlos;

Intérprete(s): Jobin, Antônio Carlos;

Intérprete(s): Costa, Gal

Música de: Motta, Nelson

Canção
Título: Gabriela
Autor da canção: Jobim, Antônio Carlos;
Intérprete: Jobim, Antônio Carlos

Autor da canção: Arantes, Guilherme;

Autor da canção: Santos, Lulu

Locação: Parati – RJ; Garopaba – SC

Bibliografia

Fontes de Referência:

CB/Ficha Filmográfica.

Livros:

AMADO, Jorge. Gabriela, Cravo e Canela. : , .
PAIVA, Carla Conceição da Silva. Feminismo no Cinema Brasileiro da Década de 80. Salvador: EdUneb, 2019.

Internet:

CINEMATECA BRASILEIRA. http://www.cinemateca.org.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Gabriela. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/gabriela/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]