fbpx

Geny Prado (1919-1998)

Biografia

Genny de Almeida Prado, em arte conhecida como Geny Prado ou ainda Genny Prado, foi uma atriz brasileira nascida na cidade de São Manuel (SP) no dia 12 de julho de 1919. Faleceu na cidade de São Paulo (SP) no dia 17 de abril de 1998.

Genny Prado começou sua carreira como radioatriz em 1943, na Rádio Cruzeiro do Sul, lançada por Luis Quirino. Mais tarde, transfere-se para a Rádio São Paulo e Rádio Tupi, onde conheceu Amácio Mazzaropi, que nesta época já era famoso por seus programas humorísticos, nascendo ali uma história de amizade que levariam por toda vida. Como Geny Prado, tinha um jeito simples de ser, mas com vocação para o humorismo, Mazzaropi vê nela sua parceira perfeita e a convida para participar do Programa Rancho Alegre, que em 1951, passa para a televisão, fazendo muito sucesso.

Ainda na TV Tupi, fez TV de Vanguarda e TV de Comédia, ambas de Geraldo Vietri. Passando em seguida para a TV Excelsior, onde fez inúmeras novelas: O Caminho das Estrelas (1965), de Dulce Santucci; O Morro dos Ventos Uivantes (1967), de Lauro César Muniz; O Direito dos Filhos (1968), de Teixeira Filho; e Sangue do meu Sangue (1969), de Vicente Sesso. Após a falência desta emissora, Geny Prado retornou a TV Tupi, participando das novelas: Meu Pé de Laranja Lima (1970), de Ivani Ribeiro, Signo da Esperança (1972), de Marcos Rey, Um Dia o Amor (1975), de Teixeira Filho, Papai Coração (1976), de José Castellar, entre tantas outras de sua vasta e sólida carreira, fazendo história na teledramaturgia brasileira.

Estreou no cinema em 1958 no filme Chofer de Praça, primeiro filme produzido por Mazzaropi, na sua recém-criada companhia, a PAM Filmes, a partir do qual Geny Prado passou a fazer o papel que a deixaria conhecida em todo o Brasil, a de eterna esposa do Jeca, presente em 17 dos 18 filmes que fez ao lado do comediante, com exceção apenas de “ZÉ DO PERIQUITO” (1960) em que interpreta “Pelanca” amiga de “Zé Nó”.

Em sua carreira Cinematográfica destacam-se: Jeca Tatu (1959), Betão Ronca Ferro (1970), “O JECA E SEU FILHO PRETO” (1978), A Banda das Velhas Virgens (1979), todos ao lado de Mazzaropi, e “GOLIAS CONTRA O HOMEM DAS BOLINHAS” (1969) com produção e direção de Victor Lima e estrelado por Ronald Golias.

Após a morte de Mazzaropi em 1981, voltou as telas do cinema somente em 1985 para participar de Marvada Carne, um dos melhores filmes brasileiros, no qual recebe uma deliciosa homenagem do cineasta André Klotzel, infelizmente sendo esse o seu último filme e marcando a despedida de uma das melhores atrizes brasileiras.

Na televisão, ainda participa das novelas: de Éramos Seis (1977), O Todo-Poderoso (1979), Meu Pé de Laranja Lima (1980), Os Adolescentes (1981), de Ivani Ribeiro; Ninho da Serpente (1982), de Jorge Andrade, ambas na TV Bandeirantes, indo depois para a recém-criada SBT, onde marca presença em Jerônimo (1984), de Moysés Weltman; e Uma Esperança no Ar (1985), de Amilton Monteiro e Ismael Fernandes, sua última aparição na telinha.

Afastada da vida artística, muito doente e pobre, morre de câncer em 17 de abril de 1998, aos 79 anos de idade.

Filmografia

1959 – Chofer de Praça … Augusta
1960 – Jeca Tatu … Jerônima
1960 – As Aventuras de Pedro Malazartes … Maria
1960 – Zé do Periquito … Pelanca
1961 – Tristeza do Jeca … Filó
1962 – O Vendedor de Linguiças … Carmela
1963 – Casinha Pequenina … Fifica
1964 – O Lamparina … Marcolina Jabá
1965 – Meu Japão Brasileiro … Magnólia
1968 – O Jeca e a Freira … Floriana
1969 – No Paraíso das Solteironas … Manuela
1969 – Golias Contra o Homem das Bolinhas …
1973 – Betão Ronca Ferro …
1973 – Um Caipira em Bariloche …”Duvirgem”
1976 – O Jeca Contra o Capeta …
1977 – Jecão… Um Fofoqueiro no Céu … Cesariana
1978 – O Jeca e seu Filho Preto … Bomba
1979 – A Banda das Velhas Virgens … Generosa
1980 – O Jeca e a Égua Milagrosa … “Falecida”
1985 – A Marvada Carne … Nhá Policena

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

BLOG TROUPE MAZZAROPI. http://troupemazzaropi.blogspot.com.br/2015/08/geny-prado.html
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Geny Prado. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/geny-prado/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.