fbpx

Gualter Limongi Batista (1946-1993)

Biografia

Gualter Limongi Batista foi um diretor de fotografia brasileiro nascido em Manaus (AM), em 1946. É irmão do cineasta Djalma Limongi Batista e com ele frequentava os cinemas da cidade, já que em Manaus não havia televisão na época. Juntamente com ele, chega a São Paulo em 1965.

Quando Djalma estuda cinema na USP e resolve ser cineasta, o irmão o acompanha, tornando-se seu parceiro inseparável em sua trajetória no cinema. Ator no primeiro filme do irmão, o curta experimental Um Clássico, Dois em Casa, Nenhum Jogo Fora, de 1968, assistência de fotografia no média Porta do Céu (1973), também de Djalma, fotografia de cena em Noites Paraguayas (1982), de Aloysio Raulino; assistência de fotografia em A Hora da Estrela (1985), de Suzana Amaral.

Em 1969, estreia como diretor de fotografia no curta O Mito da Competição, mas seus grandes trabalhos como fotógrafo viriam mais tarde nos longas Asa Branca, Um Sonho Brasileiro(1981) e Brasa Adormecida. Deixa praparado o roteiro do filme seguinte de Djalma, Bocage, o Triunfo do Amor, mas não vê o filme pronto, pois morre em 1993, em São Paulo, aos 47 anos de idade, por complicações oriundas do vírus da Aids.

Filmografia

1969- O Mito da Competição do Sul (The Southern Contest Myth)
(CM); 1975-Hang Five (CM); 1981-Asa Branca, Um Sonho Brasileiro; 1985Brasa Adormecida.

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.