fbpx

Gui Castor

Biografia

Guilherme de Oliveira Castor, em arte mais conhecido como Gui Castor, é um cineasta e diretor de fotografia nascido em Vila Velha (ES) em 08 de janeiro de 1986. Formou-se em Comunicação Social, com Habilitação em Publicidade e Propaganda, pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), em 2008; com Mestrado em Cinema DocumentárioESAC, em 2008 e Mestrado em Estética e Teoria da Arte pela Universidade Autônoma de Barcelona, em 2010.

Em 2005, estreia como diretor e fotógrafo, no filme Lita, um curta-metragem experimental, em que uma mulher utiliza da memória como alimento para seu espírito, como se a memória desse vida à ela, pelo qual recebe o prêmio de Melhor Filme Júri Online, no XII Vitória Cine Vídeo e o Prêmio Especial do Júri por pesquisa de linguagem e expressão poética, no V Festival Primeiro Plano (MG), em 2006.

Praticamente dirigiu e fotografou todos os seus filmes.

Em 2008, dirigiu seu primeiro longa, Harmonia do Inferno (2008), é um documentário que mostra a vida de Elvira Pereira da Boa Morte, uma catadora de lixo das ruas de Vitória. Segundo Gui: O que busco com o filme é provocar uma reflexão sobre a indiferença que a sociedade tem com essa condição de vida presente em nossas cidades. É sobretudo um compromisso do meu papel de realizador/cineasta consciente da realidade em que estou inserido.

Gui Castor é conhecido por produções cinematográficas que costumam explorar aspectos da cultura popular, como brincadeiras, artes e religião. Participou também, entre 2006 e 2008, como monitor, de várias oficinas de vídeo que resultam diversos trabalhos como Nicole, Pretos, Transporte, A Festa do Princípio do Mundo e Reza.

Fez exposições fotográficas e filmes publicitários e em 2010 lança o livro Behind the Mirror, livro de fotografia coletivo, editado pela Agência Magnum Photos, de Londres, Inglaterra.

Filmografia

Filmografia: (direção e fotografia): 2005-Lita (CM); Lágrima (CM); 2006-A Conquista (CM); Engendrado (CM); O Homem que Não Pode Responder por sua Própria Consciência (CM); Maia (CM) (codir. Orlando Lemos); 2007-O Interrogatório (CM); LG – Cidadão de Cinema (CM); Anjo Preto (CM); 2008-A Iniciação (CM); Harmonia do Inferno (CM); Depois (CM); 2009-El Chivo a Baco (CM); 2010-Café Com Pernas (CM); A Cabra (CM).

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/gui-castor/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.