fbpx

Guilherme Landim

Biografia

Guilherme Rezende Landim, em arte conhecido como Guilherme Landim, é um cineasta, diretor de fotografia, roteirista, produtor e gestor cultural brasileiro. É bacharel em Comunicação pela UFJF (2008-2013); Mestre pela UFJF (2013-2015) e doutorando em Multimeios pela Unicamp.

Como gestor do setor cultural, assumiu o cargo de Secretário de Cultura do município de Andrelândia (MG).

Encontrando-se ativamente em mostras e cursos na área de estética fílmica com destaque para os Festivais de Cinema como o Festival de Cinema de Ouro Preto, CineBH, Primeiro Plano, VIII Semana Universitário do Audiovisual em Recife (PE), Colóquio Cinema, Estética e Política (FAFICH-UFMG), Mostra de Cinema Árabe (SP), Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Mostra de Cinema Turco, Mostra de Cinema Africano, mostras do Cinusp e Mostra de Cinema de Tiradentes, sendo que foi convidado a compor o júri-jovem do último, em 2015.

Entre 2012 e 2014, realizou experimentações no campo do cinema e da arte locativa, demarcando pontos geolocalizados em determinados espaços urbanos ativados a partir de QRcodes e/ou outros softwares livres como HyperGeo&HyperGPS.

Recentemente, trabalhou como diretor de fotografia, roteirista e produtor do documentário Habita-me se em ti transito (Projeto 205/12 Lei Municipal Murilo Mendes de Apoio à Cultura) e mergulhou no processo de realização como diretor do documentário Batuque: (en)cantos de luta sobre o Batuque Afro-brasileiro Nelson Silva. Destaca-se também suas pesquisas com a execução do filme Movirtualizar-te, apresentado como performance corporal no II Festival de Artes do Corpo, em Juiz de Fora (MG), o trabalho de fotografia Redesconstrução, exposto na II Jornada das Ciências Sociais (UFJF), além da realização da curadoria para a exposição Retratos da Resistência: As faces do Batuque Afro-brasileiro Nelson Silva, na Semana da Consciência Negra em Juiz de Fora.

Atua também como programador de mostras de cinema por meio do Cineclube Bordel Sem Paredes e em parceria com outras instituições. Integrou o grupo de pesquisa LAVIDOC, Laboratório de Antropologia Visual e Documentário e o grupo de pesquisa Comunicação, Cidade, Memória e Cultura.

Como realizador, faz parte da Associação Brasileira de Documentaristas e Curtametragistas (ABD) e acredita que a experiência prática potencializa nos processos de pesquisa teórica, havendo reciprocidade nos dois campos do saber.

Tem experiência nas áreas de Artes e Comunicação, com ênfase em Cinema e Audiovisual, atuando principalmente nos seguintes temas: Documentário, Antropologia Visual, Antropologia Urbana, História e Teoria do Cinema, Crítica de Cinema e Análise Fílmica, Realização em Cinema e Audiovisual, Cinema Independente, Cinema GPS (GPS Films), Mídias Locativas (Locative Media) e Cinema da Quebrada e Direitos Humanos.

Atualmente, desenvolve projetos teóricos e práticos relacionados à linguagem cinematográfica, com foco no documentário, sendo que minhas pesquisas tem se dado no campo da Antropologia Visual, com trabalhos voltados principalmente ao documentário etnográfico. Além de participar de encontros e debates envolvendo a área de cinema.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

2016 :: Sinfonia Urbana
:: Getúlio, que horas são? (codir. Cláudia Rangel)

:: Filmografia como Diretor de Fotografia ::

2014 :: Habita-me se em ti transito

:: Filmografia como Roteirista ::

2014 :: Habita-me se em ti transito
2012 :: Movirtualizar-te

:: Filmografia como Produtor ::

2014 :: Habita-me se em ti transito

:: Filmografia como Produtor Executivo ::

2014 :: Habita-me se em ti transito
2012 :: Movirtualizar-te

:: Filmografia como Assistente de Direção ::

2014 :: Habita-me se em ti transito

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. . Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

Um comentário em “Guilherme Landim

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.