fbpx

Guy Loup

Biografia

Guylêne Magdelêne Anne Marie France Marcellino, em arte conhecida como Guy Loup, é uma atriz nascida em Nice, na França, no dia 11 de fevereiro de 1948.

A mãe era professora de Francês e o pai, agente de seguros. Viveu uma infância triste, dominada pela sombra da guerra que atingiu toda a Europa. Com cinco anos de idade veio para o Brasil e logo aprendeu o português. O pai conheceu o Dr. Júlio Gouveia, que era do TESP (Teatro Escola São Paulo), que achou a menina francesa bonitinha com seus cachinhos e laçarotes, levando-a para o teatro. Nesta época, Júlio Gouveia e sua esposa, Tatiana Belinky, tinham programas infanto-juvenis na TV Tupi e levam a garotinha para ser a Narizinho de O Sítio do Pica-Pau Amarelo, no qual permanece por quatro anos.

Depois disso, interrompeu a carreira para completar os estudos mas retornou em seguida, já fazendo novelas de sucesso como A Muralha (1963) e O Direito de Nascer (1964), como Isabel Cristina. O sucesso foi tamanho, que passou a adotar o nome artístico de Isabel Cristina.

Nessa época já fazia também teatro, nas peças O Prodígio Mundo Ocidental e A Ratoeira.

Estreou no cinema em 1961/1962, ao participar do episódio Mistério do Embu, na série Vigilante Rodoviário, mas considera sua estreia oficial em 1963 no filme Casinha Pequenina, ao lado de Mazzaropi, filme que lhe dá prestígio.

Em sua carreira televisiva, destacam-se ainda A Desforra (1965) e O Escândalo na Sociedade (1983). Nos anos 1960/1970 tem participação constante em novelas como Sublime Aventura (1963), O Anjo Vagabundo (1966), Éramos Seis (1967), Os Rebeldes (1967), Antonio Maria (1968), Nino, o Italianinho, A Fábrica (1971), Destino (1982), A Leoa (1982), Sombras do Passado (1983), O Anjo Maldito (1983) e Jerônimo (1984), sua última novela.

A partir de então, abandonou a carreira artística para se dedicar ao esoterismo. Como Mãe Guy, pertencente ao candomblé, dá conselhos pessoalmente, por telefone ou pelo rádio. Seu programa ficou na rede da Rádio Capital por dez anos, com imenso sucesso. Dizia Guy Loup que já atendeu 300.000 pessoas.

Atualmente, Guy Loup está morando na França com seus dois filhos adotivos.

Filmografia

1983 :: O Escândalo na Sociedade
1979 :: Por um Corpo de Mulher
1976 :: Quando elas Querem… e eles Não
1972 :: Desafio à Aventura (Episódio: Mistério no Embu)
1970 :: Os Maridos Traem… As Mulheres Subtraem
1969 :: Quelé do Pajeú
1969 :: O Cangaceiro Sanguinário
1969 :: O Cangaceiro sem Deus
1968 :: Papai Trapalhão
1968 :: O Pequeno Mundo de Marcos
1965 :: Quatro Brasileiros em Paris
1965 :: A Desforra
1963 :: Casinha Pequenina
1961/1962 :: Mistério no Embu (CM) (Episódio da série Vigilante Rodoviário)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Guy Loup. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/guy-loup/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.