fbpx

Henriqueta Brieba (1901-1995)

Biografia

Henriqueta Nogues Brieba foi uma atriz de origem espanhola, nascida na cidade de Barcelona, no dia 31 de julho de 1901. Faleceu no Rio de Janeiro, no dia 18 de setembro de 1995.

Nascida na Espanha, Henriqueta Brieba veio para o Brasil ainda adolescente, aos quatorze anos de idade, acompanhando os pais nas apresentações do grupo teatral da qual faziam parte. Bem jovem começou a atuar nos palcos.

Estreou como atriz de teatro em 1919, na Companhia Silva-Roberto Soriano. Atuou em companhias de todos os gêneros, como comédia, drama, operetas e revistas.

Atriz de amplos recursos e comediante nata participou de várias companhias de teatro e não abandonou o palco até o fim da vida. Atuou no Brasil durante setenta e seis anos. Depois de passar por Belém, Manaus, Recife e Salvador, estabeleceu-se no Rio de Janeiro na década de 1920, onde começou a trabalhar no teatro de revista.

Na televisão, atuou em inúmeras novelas, especias, séries e programas humorísticos. Seu primeiro papel de destaque em novela foi em Assim na Terra como no Céu (1970), de Dias Gomes; antes porém fez uma participação pequena em A Grande Mentira e Os Ossos do Barão (1973). Foi a partir de 1975, com A Moreninha, que ela se tornou uma figura conhecida do grande público e intensificou sua participação na televisão. Depois seguiram-se novelas como Anjo Mau (1976), Chega Mais (1980), Paraíso (1982), Guerra dos Sexos (1983), Um Sonho a Mais (1985), a minissérie Primo Basílio (1988), Meu Bem, Meu Mal (1990) e O Mapa da Mina (1993), sua última novela.

Participou também com sucesso em humorísticos, fazendo dobradinha com Jô Soares no programa Viva o Gordo, como a Pornomãe da Bô Francineide representada por Jô Soares em um quadro de muito sucesso (capitão gay).

No cinema, foi igualmente grande a sua contribuição, tendo participado principalmente de comédias, seu gênero preferido. Sua estreia aconteceu em 1944, no filme Romance de Um Mordedor, de José Carlos Burle. Prosseguiu fazendo atuações esporádicas até a década de 1960.

Em 1969, Henriqueta Brieba foi uma das atrizes precursoras das pornochanchadas, roubando cenas, participando de inúmeros filmes como A Penúltima Donzela (1969), comédia de costumes de grande sucesso; Toda Nudez Será Castigada (1973), Com as Calças na Mão (1975) e As Viúvas Precisam de Consolo (1979).

Na década de 1970, ela foi presença constante nas telas do cinema. Somente nessa década, a atriz atuou em 33 filmes, inclusive em dois dos maiores sucessos do cinema nacional, as comédias de Pedro Carlos Róvai, como os filmes Ainda Agarro Essa Vizinha, de 1974 e A Viúva Virgem, 1972. Outro destaque foi Toda Nudez Será Castigada, de Arnaldo Jabor. A atriz atuou com diretores de vários estilos, como Reginaldo Faria, Carlos Imperial, Victor di Mello, Braz Chediak, Luís Sérgio Person, Jece Valadão, Carlo Mossy, Fauzi Mansur, Miguel Borges e Hugo Carvana, e explorou os gêneros musical, revista, comédia, drama.

Veio do teatro o único prêmio de sua carreira: um Molière de Melhor Atriz por Caixa de Sombras (1977), de Michael Christopher.

Em 1988, fez seu último filme Super Xuxa contra o Baixo Astral.

Mesmo com a idade bastante avançada, Henriqueta nunca parou de trabalhar. Até que deixou o palco em 1993, por motivo de saúde, depois de três anos no elenco de Por falta de roupa nova, passei o ferro na velha.

Ela morreu em 18 de setembro de 1995, aos 94 anos de idade, de insuficiência respiratória, no Rio de Janeiro.

Atualmente há um sala de teatro com o seu nome, a sala apresenta especialmente peças infantis. Está localizada no Tijuca Tênis Clube, um clube de classe média alta, localizado na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Filmografia

1988 :: Super Xuxa contra Baixo Astral
1984 :: Para viver um grande amor
1983 :: O Rei da Vela
1980 :: Essas deliciosas mulheres
1980 :: O Inseto do Amor
1979 :: As Viúvas Precisam de Consolo
1978 :: Se Segura, Malandro
1978 :: O Escolhido de Iemanjá
1977 :: A Mulata Que Queria Pecar
1977 :: Manicures a Domicílio
1976 :: O Sexo das Bonecas (Ele, Ela e o etc.)
1976 :: O Varão de Ipanema
1975 :: Um Soutien Para Papai
1975 :: O Roubo das Calcinhas
1975 :: Quando as Mulheres Querem Provas
1975 :: As Loucuras de Um Sedutor
1975 :: Eu Dou o Que Ela Gosta
1975 :: Com as Calças na Mão
1974 :: O Azarento, um homem de sorte
1974 :: Uma Tarde Outra Tarde
1974 :: O Sexo das Bonecas
1974 :: Banana Mecânica
1974 :: Ainda Agarro Esta Vizinha
1973 :: O Fraco do Sexo Forte
1973 :: A Filha de Madame Bettina
1973 :: Toda Nudez Será Castigada
1973 :: Com a Cama na Cabeça
1972 :: O Grande Gozador
1972 :: Cassy Jones, o Magnífico Sedutor
1972 :: A Viúva Virgem
1972 :: Procura-se uma Virgem
1971 :: O Barão Otelo no Barato dos Bilhões
1971 :: O Enterro da Cafetina
1971 :: Os Amores de um Cafona
1971 :: Pra Quem Fica, Tchau!
1970 :: Os Cara de Pau
1970 :: Uma Garota em Maus Lençóis
1970 :: O Bolão
1970 :: Ascensão e Queda de um Paquera
1969 :: A Penúltima Donzela
1961 :: Samba em Brasília
1958 :: O Batedor de Carteiras
1957 :: Hoje o Galo Sou Eu
1944 :: Romance de um Mordedor

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Henriqueta Brieba. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/henriqueta-brieba/
WIKIPEDIA. Henriqueta Brieba. Disponível no endereço: http://pt.wikipedia.org/wiki/Henriqueta_Brieba – Wikipedia – EUA

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Henriqueta Brieba (1901-1995)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.