fbpx

Hermila Guedes

Biografia

A atriz Hermila Guedes nasceu em Cabrobó, cidade do interior de Pernambuco, em 01 de janeiro de 1980. Viveu em Cabrobó até pouco depois do assassinato de seu pai, que era policial, em uma tocaia. Quando tinha 10 anos, foi com a mãe e a irmã mais nova, Hermana, para a cidade de Olinda. Depois, foram para Recife.

Recife não era um lugar estranho para a família de Hermila Guedes, apesar de estar a quase oito horas da cidadezinha onde passou a infância. Para a capital de Pernambuco, ela ia com a mãe todo verão cumprir a agenda de visitas ao dermatologista que tratava de seu vitiligo. Tem vitiligo desde pequena, no olho, na perna, no braço. Conta que seu vitiligo é simétrico: onde nasce um, nasce outro igualzinho do outro lado.

De pele bem branquinha e com os olhos claros do avô paterno (o cabelo, segundo ela, é pixaim por causa das avós, uma mulata e uma negra), Hermila é traumatizada por causa das vezes que teve insolação e ficou com “duas bocas” (leia-se lábios ressecados). Ela aturou o sol por obrigação também naquela fase conturbada da vida, a adolescência porque as pessoas a chamavam de Michael Jackson porque era branca demais e tinha o cabelo cacheado.

Em Recife, Hermila Guedes estudou Turismo (e chegou a trabalhar em uma agência de viagens), iniciou o curso de Letras na Universidade Federal de Pernambuco e estreou no teatro meio de brincadeira.

Hermila Guedes começou fazendo teatro no quintal da casa de um amigo pernambucano, chamado João Ferreira. Começou como uma brincadeira. Ensaiaram a peça durante um ano e se apresentaram algumas vezes. Depois, apareceu um teste para fazer o curta O Pedido, com a diretora Adelina Pontual, e Hermila Guedes foi aprovada.

A atriz estreou no teatro em 1999 com a peça ”A Duquesa dos Cajus” – texto de Benjamim Santos com direção de João Ferreira. Atuou nos espetáculos ”Noite Feliz” (2000) e ”Paixão de Cristo” (entre 2001 e 2005), além de ”Meia Sola” (2003), ”Angu de Sangue” (2004) e ”Três Viúvas de Arthur” (2005).

Hermila Guedes ganhou o prêmio de melhor atriz de curta metragem no 4º Festival de Cinema do Recife e no 10º Cine Ceará pelo filme O Pedido, de Adelina Pontual (2000). Estreou em longa metragem no filme Cinema, Aspirinas e Urubus, de Marcelo Gomes.

Bibliografia

Fontes de Referência

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

4 comentários sobre “Hermila Guedes

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.