fbpx

Hortolândia inaugura complexo de salas com recursos do BNDES

Notícia

Dizem que foi-se já o tempo dos cinemas “de rua”. Ao que parece, hoje em dia, a quase totalidade das salas encontram-se nos chamados “templos de consumo”, os shopping-centers. Eis que surge uma iniciativa louvável: O Programa Cinema perto de você, gerenciado pela ANCINE (Agência Nacional de Cinema), em parceria com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), que tem como principal objetivo ampliar e modernizar o parque exibidor cinematográfico no Brasil.

Através deste programa, inaugurou-se recentemente, em Hortolândia, interior do Estado de São Paulo, um novo complexo de salas de cinema. O programa entrou com 80 do investimento, estimado na casa dos R$ 5 milhões de reais. O cinema é dos mais modernos: Conta com controle da cabine de projeção à distância, além do sistema de “auto-serviço”: o cliente compra seus ingressos em estações de vendas com monitores touch screen e também se serve sozinho dos produtos oferecidos na bombonière. O Cinesystem Shopping Hortolândia oferece, também, totens de auto-atendimento e venda de ingressos online. O complexo foi inaugurado com cinco salas, incluindo duas 3D, todas com projetores digitais, e um total de 1.486 lugares. Uma das salas conta com uma tela gigante de aproximadamente 180 m², projeção estereoscópica tridimensional, sistema de som Auro 3D, composto por 58 caixas de som, e projetor com tecnologia 4K.

Localizado na região metropolitana de Campinas, o município de Hortolândia tem uma população de cerca de 200 mil habitantes e apresenta carência em serviços de entretenimento e comércio. O Shopping Hortolândia fica em uma região estratégica do município e atende à população de cidades vizinhas, como Nova Odessa e Sumaré, também carentes de serviços culturais.

O Programa Cinema perto de você, instituído pela Lei 12.599/2012, foi criado com o objetivo de ampliar o mercado interno de cinema e acelerar a implantação de salas em todo o Brasil. Gerenciado pela ANCINE em parceria com o BNDES, o programa fortalece as empresas do setor e estimula a atualização tecnológica, facilitando o acesso da população às obras audiovisuais por meio da abertura de salas em cidades de porte médio e bairros populares das grandes cidades. O programa também amplia o estrato social dos frequentadores das salas e induz à formação de novos centros regionais consumidores de cinema.

É sabido que uma das maiores dificuldades da produção cinematográfica nacional é justamente a escassez de salas de exibição. O programa espera, a médio prazo, preencher esta lacuna, com investimentos sem dúvida necessários para o desenvolvimento da atividade. Sabemos, porém, que este problema é apenas “a ponta do iceberg”, mas não deixa de ser uma boa notícia!

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.