fbpx

Houve uma vez dois verões (2002)

Sinopse

Chico (André Arteche) é um jovem ingênuo que acredita que um dia encontrará o grande amor de sua vida. Roza (Ana Maria Mainieri) é uma jovem que só pensa em conseguir dinheiro suficiente para realizar sua sonhada viagem para a Austrália.

Eles se encontram por acaso e, juntos, vivem uma intensa paixão. Porém várias reviravoltas do destino ainda irão influir no relacionamento deles.

Houve uma vez dois verões foi filmado no litoral gaúcho e em Porto Alegre, de 03 a 26 de abril de 2001. Estreiou em Porto Alegre dia 19 de abril de 2002.

Elenco

André Arteche (Chico)
Ana Maria Mainieri (Roza)
Pedro Furtado (Juca)
Júlia Barth (Carmem)
Victória Mazzini (Violeta)
Marcelo Aquino (Inácio)
Janaína Kremer Motta (mulher de Inácio)
Yuri Ferreira (irmão de Roza)
Morena Santos (guria no flíper)
João Mello (namorado no flíper)
Álvaro Rosa Costa (taxista)
Julia Furtado (guria do grito 1)
Isabel Mozzillo (guria do grito 2)
Camila Silveira e Silva (guria do grito 3)
Alice Furtado (Jasmin)

Participação especial:
Antônio Carlos Falcão (homem na praia, garçom)
Irene Brietzke (voz da mãe de Inácio)
Cris Broilo
Renato Campão
e Nora Prado (seqüência dos celulares)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Houve uma vez dois verões que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Jorge Furtado
Roteiro: Jorge Furtado
Produção Executiva: Luciana Tomasi e Eleonora Goulart
Direção de Produção: Marco Baioto e Débora Peters
Direção Fotografia: Alex Sernambi
Montagem/Edição: Giba Assis Brasil
Assistente de Direção: Alfredo Barros
Preparação de Elenco: Lisa Becker
Produção de Elenco: Cynthia Caprara
Assistentes de Elenco: Adriana Silva e César Osband
Assistentes de Produção: Beca Furtado e Vivi Reis
Produção de Set: Marne Pereira
Assistente de Set: Jefferson Porto
Produtor de Arte: Pierre Olivè
Assistente de Objetos: Rogério E. A. Silva
Cenotécnicos: Cláudio Costa, Giovane Nunes, Valdir Santos, Anderson Santos e André da Costa
Contra-regra: Rogério Almeida da Silva
Assistente de Cenografia: Giovani M. Nunes
Figurinos: Rô Cortinhas
Assistente de Figurinos: Claudia Vellasco
Cabelos e Maquilagem: Nina Empinotti
Assistente de Câmara: Marcio Recchia
Operador de Câmara Digital: Eduardo Izquierdo
Câmara adicional: Alex Sernambi
Fotografia de Cena: Marcos Vinicius Martins
Eletricista Chefe: Carlos L.Chaves
Eletricista: Paulo R.S Silveira
Maquinista: Breno Rizzon Filho
Assistente de maquinista: Bolívar Andrade Lauda
Técnico de som direto: Cristiano Scherer
Microfonista: Guilherme Algarve
Produtora musical: Xica Ruschel
Lanches: Sandra Alcoba
Almoxarifado: Gerson Alonso Machado e Julio César Morales
Segurança: Hércio Terra de Souza
Motoristas: Hugo Leonardo Biolo
/ Servilio Mello da Silva
/ Leandro Mercantil
/ Cláudio Roberto Trindade
/ Mauro Rebello
/ Marcelo Luis dos Santos
/ Jorge Luis Silva da Rosa
/ Fábio Caetano
/ Marco Gregol
/ Paulo César Rocha Dias
Assistentes de Montagem: Alfredo Barros, Milton do Prado e Tula Anagnostopoulos
Edição de Som e Diálogos: Cristiano Scherer
Edição de ambientes e ruídos: Fernando Basso e Cristiano Scherer
Artista de ruído de sala: Celso Coelho
Mixagem: Luiz Adelmo
Finalizadora: Eliane Ferreira
Seqüência dos créditos: Toscographics
Direção: Allan Sieber
Animação: Fernando Miller
Produção: Denise Garcia e Lica Stein
Edição: Sílvia Guimarães
Supervisão de pós-produção: Marcelo Siqueira
Coordenação de operações: Ewa Wawelberg
Assistente de operações: Adenilson M. Cunha
DS: Renato Merlino
/ Homero Arce
Inferno: Eduardo Sallas
Tape to tape: Luiz “Gigio” Pelosi
Film recording: Renato Merlino
/ Homero Arce
Assistentes: Thiago Carvalho
/ Andersson F. Penci
/ Marco A. Prado
/ Valéria D. Gomes
/ Thiago Villas Boas
/ Karina Vanes
/ Ricardo Vieira
/ Gilberto Caldas
/ Eliseu F. Silva.
Divulgação: Bebê Baumgarten e Pauta Assessoria
Tradução: Lisa Becker
Pesquisa musical: Leo Henkin e Jorge Furtado
Estúdio de música: Pop Club – Porto Alegre
Técnico de gravação e mixagem: Gabriel Schmidt
Estúdio de masterização: Magic Master – Rio
Técnico de masterização: Ricardo Garcia
Trilha sonora original
composta e produzida por Leo Henkin
FORNECEDORES
Estúdio de Filmagem: Quanta Porto Alegre
Negativos: Kodak Eastmancolor 5245
Laboratório Imagem: Curt & Alex Associados
Transferência digital e telecinagem: Teleimage – CasaBlanca
Equipamento de câmara: Sony DSR 300 – Casa de Cinema / Sony VX200 – Time Code
Equipamento de Iluminação: Rental Light Video / Quanta / Roberto Henkin
Equipamento de Som Direto: KO Produções
Microfones: IECINE
Estúdio de Edição de Som: Som de Cinema
Estúdio de mixagem: JLS Facilidades Sonoras
Montado digitalmente em Final Cut Pro
Casa de Cinema de Porto Alegre
Empresa Co-produtora: Casa de Cinema de Porto Alegre

MÚSICAS
Let’s surf
(Leo Henkin)
por Nikita
Calor da hora
(Leo Henkin)
ed. Dubas
intérprete: Papas da Língua
Without you
(Peter Ham e Thomas Evan)
ed. EMI Music Publishing Brazil
por Wander Wildner e Nikita
cello: Celau Moreira
Não faço esse tipo
(Tequila Baby)
por Tequila Baby
Tell it like it is
(George Davis e Lee Diamond)
ed. EMI Music Publishing Brazil
por Nei Lisboa
teclados: Chico Ferreti
baixo: Inácio
bateria: Fernando Pesão
guitarra: Leo Henkin
Perdido e meio
(Diego Medina)
ed. Abril
por Video Hits
Porque te vas
(Santiago Neto e Ricardo Figueroa)
ed. Dubas
por Sombrero Luminoso
Cabelos cor de jambo
(Frank Jorge)
ed. Trama
por Frank Jorge
gravada no estúdio Dreher – PoA
Nasci para chorar
(Dion and the Belmonts)
versão: Erasmo Carlos
ed. Universal
gravada no Discover Digital Studio – Rio
por Cássia Eller e Banda Gogo
produção: Rodrigo Lopes e Banda Gogo
bateria: João Vianna
baixo: Fernando Nunes
guitarra 1: Walter Villaça
guitarra 2: Luci
percussões: Lan Lan e Thamyma.
My pledge of love
(Joe Stafford Jr.)
ed. Bruno Quaiano Editores
por Ultramen
For God’s sake
(Jay Walkers)
por Jay Walkers
gravada e mixada no estúdio Wilasco
Coração tranqüilo
(Walter Franco)
Grupo Editorial Musical Arlequim
por Pato Fu
gravada no estúdio Do Jon – B.H.

Duração: 75 min
Ano: 2002
Gênero: Ficção
Classificação Indicativa: 12 anos

Prêmios

12° Cine Ceará, Fortaleza, 2002:
Melhor Filme (Prêmio da Crítica), Melhor Direção, Melhor Roteiro e Melhor Montagem.
5º Festival do Cinema Brasileiro de Paris (França), 2003:
Melhor Filme (Júri Oficial).
4° Grande Prêmio Cinema Brasil, 2003:
Melhor Roteiro Original.
2° Down Under International Film Festival, Darwin (Australia), 2004:
Melhor Roteiro.

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

Sites na Internet:

http://www.casacinepoa.com.br/os-filmes/produ%C3%A7%C3%A3o/longas/houve-uma-vez-dois-ver%C3%B5es – Casa de Cinema de Porto Alegre – Brasil

http://www.cinemateca.org.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil

http://www.programadorabrasil.org.br/filme/287/ – Programadora Brasil – Brasil

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Houve uma vez dois verões (2002)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.