fbpx

Igino Bonfioli (1886-1965)

Biografia

FOTO Igino BonfioliIgino Bonfioli foi um cineasta, diretor de fotografia e fotógrafo italiano nascido em Negrar, um vilarejo da província de Verona, na Itália, no dia 11 de dezembro de 1886. Chegou ao Brasil em outubro de 1897, tendo emigrado com sua família com sua família, com 11 anos de idade, para morar em São Paulo, onde começou a trabalhar como ajudante de torneiro. Em 1904, mudou-se para Belo Horizonte, foi um dos pioneiros do cinema em Minas Gerais.

Já na capital mineira, onde chegou em 1904, exerceu diversos ofícios: mecânico ajustador, fabricante de cigarros, tipógrafo, proprietário de uma vidraçaria. Trabalhou também da fundição do primeiro sino da Igreja de São José, juntamente com Victor Purri, seu conterrâneo.

Surgia nesta época seu interesse pela fotografia, tendo início a prática de um artesanato que viria, mais tarde, dar a Igino condições para a montagem de máquinas e aparelhos cinematográficos. Ainda em 1912, se estabeleceu­ como fotógrafo profissional à rua Espírito Santo, 318.

Na capital mineira instala a Foto Bonfioli para consertos de aparelhos fotográficos, copiagem e revelação de filmes, mas ainda de forma rudimentar.

Em 1915, executa trabalhos fotográficos para Companhia Força e Luz de Minas Gerais, na usina de Rio das Pedras, localidade próxima a Belo Horizonte.

Por sugestão de Aristides Junqueira, seu padrinho de casamento, começa a filmar em 1919. A partir de então foram dezenas de documentários. A partir de 1918, começou a dedica-­se ao cinema, tendo então realizado, com uma câmera grand­prix, diversas reportagens de curta metragem: O enterrado vivo ou O extraordinário festival do grande jejuador Great Mechelin, Bordados à máquina da Singer, A visita do Rei Alberto da Bélgica, este último já em 1920. Nesse ano passa a fazer documentários para a Secretaria de Agricultura do Governo Mineiro.

Em 1921, recebeu o Diploma de Honra, uma exposição que teve lugar na Inglaterra, com o documentário Café, Açucar e Madeira, seu cultivo e sua evolução no Brasil.

Seu primeiro longa é Canção da Primavera, de 1923, e somente exibido no ano seguinte, é sua primeira experiência no longa metragem de ficção. As filmagens ocorrem em seu estúdio na rua Espírito Santo, 318. Ségur Ciprien e Igino Bonfioli são os realizadores, Aníbal Mattos faz o argumento. O filme foi exigido no Cinema Avenida, de Belo Horizonte; mais tarde, Ségur leva­-o a diversas cidades do interior.

Deixando a ficção, Igino Bonfioli dedicou­-se novamente aos documentários e filmes de atualidade. Destacou­-se, entre numerosos títulos, Minas Antiga, realizado para o Governo do Estado, sobre a obra e a trajetória histórica do Aleijadinho. Bonfioli e sua família, entretanto, sofrem o desapontamento de não verem esses filmes atingirem o mercado fora de Belo Horizonte; e, mesmo na capital mineira, poucos deles foram exibidos comercialmente. Esbarram nas dificuldades burocráticas, nunca totalmente superadas: autorização da censura, apresentação de três cópias de cada filme, obtenção de um certificado de boa qualidade.

Em 1927, Igino transfere­-se para a rua Rio Grande do Sul, montando ali seu laboratório prosseguindo na experimentação e no aperfeiçoamento de novos procedimentos técnicos. Novamente a ficção, em torno de 1924. Bonfioli faz a fotografia de Entre as Montanhas de Minas, coadjuvado pelo cinegrafista José Silva. A participação do argentino Manoel Talon como produtor e como intérprete fez com que se lhe tivesse atribuído também a direção do filme que, no entanto, teria sido de Bonfioli. A informação é de Alysson de Faria, que afirma ter assistido às filmagens.

Em 1930, Igino Bonfioli filma, revela e monta as 6 partes de Tormenta, para a S.A.I.F.A. YARA (Sociedade Anônima Indústria de Filmes Artísticos). O filme ainda é mudo, mas a própria narrativa dá margem à utilização de um acompanhamento musical. Destaque especial merecem os inventos por meio dos quais Bonfioli ia dando maior funcionalidade ao seu equipamento, muitas vezes já obsoleto. Essa maleabilidade técnica, aliás, é característica comum de todos os pioneiros do nosso cinema. Para a revelação, lavagem e fixação de seus primeiros filmes, usa um tambor de varetas de madeira, obtendo uma dosagem uniforme nos banhos. Com uma máquina de costura usada, cria um engenho para picotar películas de 16mm. Aproveitando lentes antigas, pedaços de lata e a engrenagem de uma bicicleta, constrói um projeto de 16mm. Para acompanhar a era do cinema sonoro, faz um gravador de som: o novo equipamento é utilizado para a realização de uma reportagem sobre o 6º Aniversário da Rádio Guarani.

A admirável capacidade artesanal de Bonfioli foi, infelizmente, sinal da precariedade da infraestrutura técnica que, em graduação variada mas constante, acompanha toda a história do Cinema Brasileiro, praticamente até os nossos dias. A criatividade do cineasta via-­se assim, pelo menos no seu aspecto quantitativo, seriamente comprometida pela necessidade de serem construídos os próprios instrumentos de trabalho.

Boa parte dos filmes realizados e do equipamento, por outro lado, perdeu-­se em dois acidentes sérios: uma enchente, em 1937, e um incêndio, em 1955. Entretanto, muitas latas ainda puderam ser conservadas, graças à compreensão e aos cuidados dos filhos de Bonfioli: Amélio, Leonor e Sylvia.

Reportagens e fragmentos foram recuperados por Zoltan Glueck, para a realização do documentário O despertar de um horizonte. O material restante foi colocado à disposição da Universidade Federal de Minas Gerais, estando em fase adiantada os trabalhos para sua recuperação total. Recursos financeiros para tal fim, foram levantados pela própria reitoria e pelo conselho de pesquisa da universidade, num investimento de Cr$32.500,00, até o momento. Pode-se estimar em cerca de Cr$ 200,000,00 o custo da recuperação do material em poder da UFMG.

Ainda em vida Igino Bonfioli foi agraciado com os seguintes títulos de reconhecimento púbico: Stella Del Mérito al Lavoro, em 1935; título declaratório de Cidadão Brasileiro, em 1942; Diploma da Ordem dos Pioneiros, concedido em 1964, pelo então prefeito de Belo Horizonte, Jorge Carone Filho.

Igino Bonfioli filma até 1957, quando passa a dedicar-se somente a fotografia. Segundo José Tavares de Barros, apesar da precariedade da infraestrutura técnica e da necessidade de serem construídos os próprios instrumentos de trabalho, foi possível aquilatar a admirável capacidade artesanal e a criatividade de Bonfioli.

Faleceu em 23 de maio de 1965, aos 78 anos de idade. Bonfioli é nome de praça e rua no bairro dos repórteres fotográficos, na Pampulha.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

1957 :: Aveia Quaker
1956 :: Zé Pindora
1954 :: Água Limpa
1954 :: Geografia Infantil
1951 :: Posse de Juscelino Kubitschek no Governo de Minas Gerais
1950 :: Lançamento da candidatura Juscelino Kubitschek – Governador
1947 :: Eclipse do Sol Observado em Belo Horizonte em 20 de Maio de 1947
1946 :: Centenário da Paróquia de Pará de Minas
1945 :: Vistas de Belo Horizonte – Visita de Getúlio Vargas à Belo Horizonte
1945 :: Visita de Benedito Valadares ao Sul de Minas
1945 :: Visita de Benedito Valadares a Juiz de Fora
1945 :: Lançamento da Candidatura Cristiano Machado
1945 :: Sétimo Campeonato Brasileiro Juvenil de Natação de Niterói
1944 :: Bodas de Diamante do Casal Benjamin Ferreira Guimarães em 26 de Janeiro de 1944
1943 :: Antenas do Brasil (Inauguração da Rádio Guarani)
1943 :: Comemoração do Aniversário do Dr. Júlio Mourão Guimarães, Diretor da Mina de Passagem, 29 de Junho de 1943
1943 :: Inauguração – Missa Cam-pal
1943 :: Fazenda do Doutor Benedicto Valadares em Pará de Minas
1942 :: Visite de Son Altesse Royale Le Prince Jean de Luxembourg au Brésil
1942 :: Visita de Benedito Valadares a Juiz de Fora
1942 :: Conselheiro Lafayette
1939 :: Visita de Benedito Valadares a Montes Claros
1939 :: Desfile Militar
1938 :: Visita da Missão Argentina à Minas Gerais
1938 :: Viagem do Presidente da República à Minas
1938 :: Parada dos Cadetes da Escola Militar em Belo Horizonte
1938 :: Oitava Exposição Nacional de Artigos e Produtos Derivados
1937 :: Usina Gorceix
1937 :: Cidade: Pitangui
1937 :: Publicidade: Produtos Cacique
1937 :: Quinze de Novembro em Belo Horizonte
1935 :: 21 de Abril de 1935
1935 :: Usina Municipal de São João Del Rei
1935 :: O Carnaval de 1935 em Belo Horizonte
1934 :: Posse de Benedito Valadares no Governo de Minas
1933 :: Posse do Governador de Minas Gerais
1933 :: Bodas de Ouro do Casal Benjamin Ferreira Guimarães
1932 :: Homenagens aos Soldados Mortos na Revolução de 1932 Pertencentes à Força Pública de Minas Geraes
1932 :: Companhia Fiação e Tecelagem Cedro Cachoeira
1932 :: Feira Industrial e Agrícola de Minas Gerais
1930 :: Solenidades Oficiais de 1930
1930 :: Casa Lunardi
1929 :: Grande Manifestação das Classes Produtoras do Estado de Minas ao Presidente Antonio Carlos
1928 :: Entre as Montanhas de Minas (LM)
1928 :: O Corso Infantil da Praça da Liberdade
1928 :: Congresso Catequístico
1928 :: Exposição Pecuária Mineira
1928 :: Minas de Morro Velho
1927 :: Sétima Exposição Nacional de Animais e Produtos Diversos – Feira Permanente de Animais
1927 :: Feira Permanente de Amostras
1926 :: Washington Luis/Melo Viana
1926 :: Visita do Presidente Washington Luis a Sabará
1926 :: Inauguração do Isolado de Belo Horizonte
1926 :: Carnaval de Belo Horizonte
1925 :: Viagem Presidencial à Diamantina
1925 :: As Obras Colossais da Companhia da Eletricidade em Rio das Pedras
1925 :: Minas Antiga – Aleijadinho
1925 :: Inconfidência Mineira
1925 :: Inauguração da Pampulha
1925 :: Homenagem do Primeiro Batalhão da Força Pública ao Presidente Melo Viana
1925 :: Minas Antiga (LM)
1925 :: Excursão Presidencial à Serra do Cipó
1924 :: Posse do Presidente do Estado de Minas Gerais
1924 :: Prolongamento da Estrada de Ferro do Oeste de Minas
1924 :: O Carnaval de 1924
1924 :: Febre Amarela
1924 :: Funerais do Presidente do Estado de Minas Gerais, Dr. Raul Soares de Moura em 6 de agosto de 1924
1923 :: Aqui e Acolá em Terra Mineira
1923 :: Canção da Primavera (LM) (codir. Cyprien Segur)
1921 :: Chegada de Arthur Bernardes a Belo Horizonte
1921 :: Café, Açúcar e Madeira, Seu Cultivo e Sua Evolução no Brasil
1920 :: Bordados a Máquinas da Singer
1920 :: Aspectos do Match entre o América e o Atlético e o Enterramento do Jejuador Michelin
1920 :: Visita do Rei Alberto da Bélgica
1919 :: Enterrado Vivo ou O extraordinário festival do grande jejuador Great Mechelin

:: Filmografia como Diretor de Fotografia ::

1957 :: Aveia Quaker
1956 :: Zé Pindora
1954 :: Água Limpa
1954 :: Geografia Infantil
1951 :: Posse de Juscelino Kubitschek no Governo de Minas Gerais
1950 :: Lançamento da candidatura Juscelino Kubitschek – Governador
1947 :: Eclipse do Sol Observado em Belo Horizonte em 20 de Maio de 1947
1946 :: Centenário da Paróquia de Pará de Minas
1945 :: Vistas de Belo Horizonte – Visita de Getúlio Vargas à Belo Horizonte
1945 :: Visita de Benedito Valadares ao Sul de Minas
1945 :: Visita de Benedito Valadares a Juiz de Fora
1945 :: Lançamento da Candidatura Cristiano Machado
1945 :: Sétimo Campeonato Brasileiro Juvenil de Natação de Niterói
1944 :: Bodas de Diamante do Casal Benjamin Ferreira Guimarães em 26 de Janeiro de 1944
1943 :: Antenas do Brasil (Inauguração da Rádio Guarani)
1943 :: Comemoração do Aniversário do Dr. Júlio Mourão Guimarães, Diretor da Mina de Passagem, 29 de Junho de 1943
1943 :: Inauguração – Missa Cam-pal
1943 :: Fazenda do Doutor Benedicto Valadares em Pará de Minas
1942 :: Visite de Son Altesse Royale Le Prince Jean de Luxembourg au Brésil
1942 :: Visita de Benedito Valadares a Juiz de Fora
1942 :: Conselheiro Lafayette
1939 :: Visita de Benedito Valadares a Montes Claros
1939 :: Desfile Militar
1938 :: Visita da Missão Argentina à Minas Gerais
1938 :: Viagem do Presidente da República à Minas
1938 :: Parada dos Cadetes da Escola Militar em Belo Horizonte
1938 :: Oitava Exposição Nacional de Artigos e Produtos Derivados
1937 :: Usina Gorceix
1937 :: Cidade: Pitangui
1937 :: Publicidade: Produtos Cacique
1937 :: Quinze de Novembro em Belo Horizonte
1935 :: 21 de Abril de 1935
1935 :: Usina Municipal de São João Del Rei
1935 :: O Carnaval de 1935 em Belo Horizonte
1934 :: Posse de Benedito Valadares no Governo de Minas
1933 :: Posse do Governador de Minas Gerais
1933 :: Bodas de Ouro do Casal Benjamin Ferreira Guimarães
1932 :: Homenagens aos Soldados Mortos na Revolução de 1932 Pertencentes à Força Pública de Minas Geraes
1932 :: Companhia Fiação e Tecelagem Cedro Cachoeira
1932 :: Feira Industrial e Agrícola de Minas Gerais
1930 :: Tormenta
1930 :: Solenidades Oficiais de 1930
1930 :: Casa Lunardi
1929 :: Grande Manifestação das Classes Produtoras do Estado de Minas ao Presidente Antonio Carlos
1928 :: O Corso Infantil da Praça da Liberdade
1928 :: Congresso Catequístico
1928 :: Exposição Pecuária Mineira
1928 :: Minas de Morro Velho
1927 :: Sétima Exposição Nacional de Animais e Produtos Diversos – Feira Permanente de Animais
1927 :: Feira Permanente de Amostras
1926 :: Washington Luis/Melo Viana
1926 :: Visita do Presidente Washington Luis a Sabará
1926 :: Inauguração do Isolado de Belo Horizonte
1926 :: Carnaval de Belo Horizonte
1925 :: Viagem Presidencial à Diamantina
1925 :: As Obras Colossais da Companhia da Eletricidade em Rio das Pedras
1925 :: Minas Antiga – Aleijadinho
1925 :: Inconfidência Mineira
1925 :: Inauguração da Pampulha
1925 :: Homenagem do Primeiro Batalhão da Força Pública ao Presidente Melo Viana
1925 :: Minas Antiga (LM)
1925 :: Excursão Presidencial à Serra do Cipó
1924 :: Posse do Presidente do Estado de Minas Gerais
1924 :: Prolongamento da Estrada de Ferro do Oeste de Minas
1924 :: O Carnaval de 1924
1924 :: Febre Amarela
1924 :: Funerais do Presidente do Estado de Minas Gerais, Dr. Raul Soares de Moura em 6 de agosto de 1924
1923 :: Aqui e Acolá em Terra Mineira
1923 :: Canção da Primavera (LM) (codir. Cyprien Segur)
1921 :: Chegada de Arthur Bernardes a Belo Horizonte
1921 :: Café, Açúcar e Madeira, Seu Cultivo e Sua Evolução no Brasil
1920 :: Bordados a Máquinas da Singer
1920 :: Aspectos do Match entre o América e o Atlético e o Enterramento do Jejuador Michelin
1920 :: Visita do Rei Alberto da Bélgica
1919 :: Enterrado Vivo ou O extraordinário festival do grande jejuador Great Mechelin

Bibliografia

Livros:

BARROS, José Tavares de. Memória da memória: uma História do Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro. Belo Horizonte: Centro de Pesquisadores do Cinema Brasileiro/Playarte, 2006.
GALDINO, Marcio da Rocha. Minas Gerais: ensaio de filmografia. Belo Horizonte: Secretaria de Cultura e Turismo de BH, 1983.
GOMES, Paulo Augusto. Pioneiros do Cinema em Minas Gerais. Belo Horizonte: Crisálida, 2008.
SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Dissertações:

MARQUES, Alexandre Pimenta. O Registro inicial do documentário mineiro: Igino Bonfioli e Aristides Junqueira. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós­ Graduação em Artes da Escola de Belas Artes – Universidade Federal de Minas Gerais, 2007.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados