fbpx

Isenção de IPTU para empresas cinematográficas do Rio de Janeiro

Notícia

Os vereadores do Rio aprovaram em votação final, por 32 a 0, projeto de lei do Prefeito Eduardo Paes que isenta as empresas da indústria cinematográfica do Rio de pagamento de IPTU. Trata-se de mais uma iniciativa do programa Rio Audiovisual, que pretende consolidar o Rio como capital audiovisual da América Latina.

A isenção encerrada em 31 de dezembro de 2008, em seu deadline previsto, foi renovada e começou a incidir desde o final do ano de 2009. O PL enviado à Câmara Municipal pelo Prefeito e aprovado por unanimidade foi uma reivindicação do setor à RioFilme, prontamente acolhida pelo Prefeito, que quer ver a cidade do Rio como capital do audiovisual da América Latina.

Ficam isentas do imposto as empresas da indústria cinematográfica, laboratórios cinematográficos, estúdios de filmagem e de sonorização, locadoras de equipamentos de iluminação e de filmagem de cinema e vídeo e distribuidores que se dediquem, exclusivamente, a filmes brasileiros.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.