fbpx

Ivan Candido (1931-2016)

Biografia

FOTO Ivan CandidoIvan Cândido da Silva, em arte conhecido como Ivan Candido, foi um ator e produtor brasileiro nascido no Rio de Janeiro (RJ) no dia 21 de dezembro de 1931. Faleceu aos 87 anos no Rio de Janeiro no dia 31 de maio de 2016.

Desde garoto quer ser ator. Em 1956, entrou para a Fundação Brasileira de Teatro e participou de inúmeras montagens como A Vida Impressa em Dólares, de Odetts, e Botequim, de Gianfrancesco Guarnieri.

Estreou no cinema em 1962, no filme Boca de Ouro, ao lado de Jece Valadão e Odete Lara, longa dirigido por Nelson Pereira dos Santos. Nos anos seguintes teve papéis de destaque em exemplares do chamado Cinema Novo, como Os Fuzis (1963), de Ruy Guerra, e A Falecida (1965), de Leon Hirszman.

Em 1970, faz sua primeira novela, Assim na Terra como no Céu, seguindo-se de Dancin’ Days (1978), Água Viva (1980), Roda de Fogo (1986), a minissérie A, E, I, O… Urca (1990), Perigosas Peruas (1992), Pátria Minha (1994), a minissérie Hilda Furacão (1998), Senhora do Destino (2004), A Lua me Disse (2005) e Cobras e Lagartos (2006).

Nas telonas do cinema, protagonizou A Cartomante (1974), dirigido por Marcos Farias; O Último Malandro (1974) e Pecado na Sacristia (1976), os dois últimos de Miguel Borges; e atuou em outras produções, como Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia (1977), de Hector Babenco, um de seus melhores papéis no cinema, como o policial corrupto. Em 1978 ganha o Kikito de Melhor Ator no Festival de Gramado, por sua atuação no filme Barra Pesada. Atuou também em Pra frente, Brasil (1981), de Roberto Farias; Luz del Fuego (1982), de David Neves; Tensão no Rio (1983), de Gustavo Dahl e o longa em episódios Èrotique (episódio: Final Call), de Ana Maria Magalhães.

Com o tempo, ficou estigmatizado no papel de delegado ou militar. Sua última atuação foi em Zuzu Angel, de Sérgio Rezende, em 2006. Trabalhou na adaptação do livro Lisbela e o prisioneiro para o cinema.

Ivan Candido teve um longo currículo também na TV. Atuou em inúmeras telenovelas e telesséries, com destaque para Irmãos Coragem (1970) e Pai Herói (1979), ambas de Janete Clair; O Casarão (1976) e Roda de Fogo (1986), de Lauro César Muniz; Tenda dos Milagres (1985), de Aguinaldo Silva e Regina Braga e Pátria Minha (1994), de Gilberto Braga. Esteve à frente do elenco da série Tamanho Família (1985), escrita por Geraldo Carneiro, Mauro Rasi, Miguel Falabella e Vicente Pereira, e em Anos Rebeldes (1992), de Gilberto Braga, interpretou o papel do pai que observa a separação da família devido à ação da ditadura militar.

Faleceu na manhá do dia 31 de maio de 2016, aos 87 anos, decorrente de uma parada cardíaca causada por uma arritmia crônica, descompensada e agravada devido a uma pneumonia comunitária. Estava internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital São Lucas, desde o dia 28 de maio de 2016.

Era casado e tinha três filhos.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

2006 :: Zuzu Angel …. Capelão
1994 :: Èrotique (Episódio: Final Call)
1985 :: Selvageria (CM)
1985 :: Pedro Mico
1985 :: Urubus e Papagaios
1982 :: Pra frente, Brasil
1982 :: Tensão no Rio
1982 :: Luz del Fuego …. Teodoro Dias
1980 :: Sinal Vermelho (CM)
1977 :: Barra Pesada …. Comissário
1977 :: Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia …. Bechara
1976 :: Fogo Morto (voz) …. Narrador
1975 :: O Roubo das Calcinhas (Episódio: I Love Bacalhau) …. Russo
1975 :: Pecado na Sacristia
1974 :: A Cartomante
1974 :: O Último Malandro
1971 :: O Barão Otelo no Barato dos Bilhões …. dr. Carvalhaes
1970 :: As Escandalosas …. Gedeão Croquard
1968 :: Maria Bonita, Rainha do Cangaço
1965 :: A Falecida …. Toninho
1964 :: Os Fuzis
1963 :: Os Vencidos
1963 :: Boca de Ouro …. Caveirinha

:: Filmografia como Produtor ::

1974 :: O Último Malandro

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Ivan Candido. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/ivan-candido/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Ivan Candido (1931-2016)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.