fbpx

Ivo Czamanski

Biografia

Ivo Ilário Czamanski, em arte mais conhecido como Ivo Czamanski, é um professor e diretor de fotografia brasileiro nascidos em Santo Ângelo (RS) em 21 de abril de 1942. Descende de uma família de fotógrafos, o pai, Daniel Czamanski foi proprietário da Foto Moderna, famoso e tradicional ateliê fotográfico de Passo Fundo (RS), pertencente à família até os dias de hoje.

Iniciou sua carreira na área do audiovisual em 1959, na antiga TV Piratini, onde permaneceu até 1964. Depois, foi câmera de jornais cinematográficos, técnico de laboratório, montagem, som e roteiro, na empresa produtora Leopoldis Som.

Em 1967, estreou no cinema como câmera no filme Coração de Luto, primeiro filme também do cantor Teixeirinha, de quem torna-se muito amigo. Segue como câmera em outras produções gaúchas Pára, Pedro! (1969), Não Aperta Aparício (1970), Gaudêncio, o Centauro dos Pampas (1971), etc. Estreou como diretor de fotografia no curta Poema para uma Cidade, em 1971.

Seu primeiro longa é justamente para o cantor Teixeirinha no filme Ela Tornou-se Freira, de 1972, para quem ainda faria Teixeirinha a Sete Provas (1973) e Pobre João (1975), a partir do qual dedica-se somente a curtas-metragens, retornando ao longa em 2008, no filme Netto e o Domador de Cavalos, de Tabajara Ruas. Foi vencedor do prêmio de melhor fotografia em 2007 no título O Desvio, da série Histórias Curtas, da RBS TV.

Em 2009, recebeu a Homenagem Especial no 37º Festival de Cinema de Gramado, do qual está presente desde sua primeira edição, em 1973.

Atualmente, é diretor do Instituto Estadual de Cinema (IECINE) e professor de fotografia da Unisinos, professor na disciplina direção de fotografia, membro do Conselho Estadual de Cultura, Presidente da Associação dos Amigos do IECINE (AAMIECINE) e Coordenador das Salas de Cinema da Casa de Cultura Mário Quintana, além de membro da Academia do Núcleo dos Especiais da RBS e jurado e membro do Festival de Cinema de Gramado.

Filmografia

Filmografia: 1971- Poema Para Uma Cidade (CM); 1972-Ela Tornou-se Freira; 1973- A Morte Não Marca Tempo; Enquanto os Anjos Dormem (CM); Teixeirinha a Sete Provas; 1975- Pobre João; Semana Farroupilha (CM) (cofot. Carlos Bianchi); 1978- Uma Cidade Jovem (CM); 1979- Domingo de Gre-Nal (Amor e…Bola na Rede); 1980-Graff Zeppelin (CM); Paralelo 30 (CM) (dir., fot.); 1988- Legal Paca; Vicious (CM); 1995- O Velório de Jac (CM); 1998- Paulo e Ana Luiza em Porto Alegre (CM); 2001- Snake (CM); 2004- Sintomas (CM); 2007- A Tragédia da Rua da Praia (CM); O Canibal de Erechim (CM); Um Aceno na Garoa (CM); 2008- Netto e o Domador de Cavalos; O Desvio (CM).

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/ivo-czamanski/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.