fbpx

José Vasconcellos (1926-2011)

Biografia

FOTO Jose Vasconcellos 01José Thomaz da Cunha Vasconcellos Neto, mais conhecido como José Vasconcellos, foi um ator, radialista e humorista brasileiro, nascido na cidade de Rio Branco (AC) no dia 20 de março de 1926. Considerado pelos seus colegas de profissão como o pioneiro mundial no gênero Stand up comedy.

José Vasconcellos nasceu no Palácio do Governo do Acre, onde seu avô José Tomás da Cunha Vasconcellos era governador e seu pai Tancredo Austregésilo da Cunha Vasconcellos era, na ocasião, Secretário do Governo.

Conhecido apenas por José Vasconcellos, foi um importante humorista brasileiro e com longa carreira no Brasil e exterior. Seu início artístico foi em rádio, meio em que se tornou célebre por fazer imitações das vozes de outros locutores e artistas em geral. Era bom nisso. Apresentava uma perfeita imitação Ary Barroso apresentando um programa de calouros; entre outros.

Em 1941, no Rio de Janeiro, atuou no programa Papel Carbono. Também começou em cinema e em 1947, foi muito bem no filme: Este Mundo É um Pandeiro e fez outros filmes, tais como: Sinfonia Amazônica; Os Maridos Traem… e As Mulheres Subtraem; O Menino Arco-Iris; Os Trapalhões no Rabo de Cometa; O Quebra-Nozes; Os Trapalhões no Reino da Fantasia; Onde anda você?; O Casamento de Romeu e Julieta e Bom Dia, Eternidade. Por um longo tempo da carreira, José Vasconcellos trabalhou nos Estados Unidos, onde foi muito bem aceito.

Tornou-se famoso por suas piadas de gagos, sendo o esquete O Locutor de Futebol Gago um de seus maiores êxitos. Sua habilidade de imitador proporcionou um desempenho inigualável imitando gagos, transformando estas imitações em sua marca particular.

Produziu e atuou no primeiro programa humorístico da televisão brasileira, A Toca do Zé, exibido pela TV Tupi de São Paulo em 1952.

Em 1960, gravou um disco pela Odeon, Eu Sou o Espetáculo, baseado no show de mesmo nome que apresentou por muitos anos em teatros de todo Brasil. Provavelmente foi o primeiro humorista a vender mais de 100 mil cópias de um LP do gênero. O disco tinha duração de 55 minutos, sendo o mais longo LP de humor já feito no país. Seu sucesso abriu caminho para que outras gravadoras investissem no segmento, mas o próprio Vasconcelos não conseguiu repetir o êxito de sua primeira gravação.

Também nos anos 60, esteve a frente de um projeto chamado Vasconcelândia, um parque de diversões temático, que acabou não se concretizando. Continuou trabalhando na TV, em papéis como o do gago Rui Barbosa Sa-Silva na Escolinha do Professor Raimundo, além de se apresentar em casas de espetáculos por todo o Brasil.

Mas a maior aventura de José Vasconcellos não foi muito alvissareira. Ele criou o Parque Temático: Vasconcelândia. No município de Guarulhos, perto da capital paulista, em um terreno imenso de um milhão de metros quadrados, o humorista criou um parque, num audacioso projeto à molde dos parques americanos para crianças. Mas o empreendimento ficou muito caro e, sem ter obtido apoio oficial de qualquer espécie, José Vasconcelos quase foi a falência e sua Cidade infantil, nunca ficou pronta. Fez terraplanagem, restaurante, administração, etc, mas não conseguiu chegar à conclusão do projeto. Investiu ali tudo o que ganhou na vida e o projeto sucumbiu, apesar dele nunca ter desistido de seu sonho e sempre procurado parceiros estrangeiros para o negócio.

A iniciativa de Vasconcellos inspirou Beto Carrero a criar o seu parque temático e está relatada no filme Mundo Encantado de Beto Carrero (2009), do qual o comediante participa. Mas o fracasso do empreendimento abateu de tal forma que, o outrora campeão do humor brasileiro, ele ficou muitos anos sem vontade de fazer rir.

Em 2005, em seu último trabalho, esteve no filme O Casamento de Romeu e Julieta. Em 2009, foi lançado em DVD o documentário Ele é o Espetáculo, do cineasta Jean Carlo Szepilovski, uma homenagem ao conjunto de sua obra. Narrado pelo próprio humorista, apresentava depoimentos de Jô Soares, Chico Anysio e trecho de filmes e programas de rádio e TV em que atuou durante a carreira.

Afastado da televisão devido ao mal de Alzheimer, José Vasconcellos passou seus últimos anos em sua casa na cidade de Itatiba, interior de São Paulo. Faleceu em 11 de outubro de 2011, em decorrência de uma parada cardíaca.

Filmografia

2010 :: Bom Dia, Eternidade
2009 :: Ele é o Espetáculo
2009 :: Mundo Encantado de Beto Carrero
2005 :: O Casamento de Romeu e Julieta
2004 :: Onde anda você?
1986 :: Os Trapalhões no Rabo de Cometa
1986 :: O Quebra-Nozes
1985 :: Os Trapalhões no Reino da Fantasia
1979 :: O Menino Arco-Iris
1970 :: Os Maridos Traem… e As Mulheres Subtraem
1953 :: Sinfonia Amazônica
1947 :: Este Mundo É um Pandeiro

Bibliografia

Livros:

PRADO, Magaly. História do rádio no Brasil. : Safra, 2012
SAROLDI, Luiz Carlos; MOREIRA, Sonia Virgínia. Rádio Nacional: o Brasil em sintonia. : Zahar, 2005.

Internet:

ENCICLOPEDIA WIKIPEDIA.
MUSEU DA TV. http://www.museudatv.com.br/biografias/Jose%20Vasconcelos.htm

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.